Comportamento

Idosas inovam ao criar moradia para ficar juntas e evitar a solidão da velhice

5 Capa face Idosas inovam ao criar moradia para ficarem juntas e evitar a solidao da velhice

Para não ficar sozinhas, decidiram morar juntas e continuar a vida da melhor forma possível. Na companhia umas das outras!



A terceira idade é marcada por muitos desafios, que vão além do comprometimento físico. É uma etapa da vida em que muitos não se sentem pertencentes à sociedade e acabam sendo excluídos, sentindo na pele a dor do abandono.

Diante disso, Maggie Shambrook resolveu inovar, apresentando um conceito que foi muito bem recebido. Mesmo com grande sucesso profissional, foi demitida por causa da idade e forçada a aceitar a aposentadoria.

Segundo informações da ABC News, por causa da dispensa, ela não conseguiu manter a casa onde morava havia mais de 25 anos. Aos 65, precisou alugar a área de baixo de uma casa, porque se candidatou a 30 propriedades, mas não foi aceita em nenhuma.


A aposentadoria não é suficiente para viver de aluguel em uma casa confortável, disse Maggie. E a sua história complementa a de várias outras idosas demitidas, que não conseguem manter seu padrão de vida e precisam recorrer a lugares desconfortáveis para viver.

Enfrentando um mercado abusivo de aluguel e sem esperança de reaver a própria casa, ela e várias outras senhoras decidiram recorrer a uma fundação que se chama “Compartilhando com amigos.

5 2 Idosas inovam ao criar moradia para ficarem juntas e evitar a solidao da velhice

Direitos autorais: reprodução Facebook/Sharing with Friends Queensland.

5 3 Idosas inovam ao criar moradia para ficarem juntas e evitar a solidao da velhice

Direitos autorais: reprodução Facebook/Sharing with Friends Queensland.


Essa fundação oferece oportunidades de moradia compartilhada, ou seja, um grupo de amigos de terceira idade podem morar juntos, pois assim podem comprar uma casa acessível e personalizada. Com cada mulher investindo uma pequena quantia, elas conseguem pagar a construção do local, com acomodação confortável e acessível, com aposentos privados, lavanderia comum, biblioteca e jardim.

A arquiteta Eloise Atkinson disse que era desafiador ter um projeto como esse, pois é necessário alinhar o que pode ser compartilhado e o que precisa ser acesso privado. As primeiras cinco mulheres se comprometeram com o programa e se encontraram num workshop para se conhecer e conversar a respeito da nova moradia.

O objetivo do “Compartilhando com amigos” é fazer com que os idosos se conheçam e entendam o valor de cada um. Tudo foi pensado como uma solução para mulheres idosas não ficarem à margem da sociedade, passando dificuldades e sendo vítimas da solidão.

5 4 Idosas inovam ao criar moradia para ficarem juntas e evitar a solidao da velhice

Direitos autorais: reprodução Facebook/Sharing with Friends Queensland.


As cinco senhoras têm entre 63 e 75 anos. A novidade tomou conta da região e muitas outras estão querendo se candidatar. Os depoimentos mostram que por se sentirem sozinhas e desprotegidas, o senso de comunidade é muito importante. Esse tipo de ação faz com que os mais jovens coloquem a mão na consciência e pensem como o mundo pode ser melhor para os idosos, que necessitam de respeito e acolhimento, e merecem um amanhã melhor.

Mãe incentiva filho de 4 anos a usar vestidos e aprender a usar palavras de gênero neutro

Artigo Anterior

Ao deixar filho na escola, mãe ouve outros pais dizendo que ela fede: “Trabalho 12h por dia”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.