Comportamento

Irmãs vítimas de abuso sexual matam pai a facadas enquanto dormia

4 Capa site Irmas vitimas de abuso sexual matam pai a facadas enquanto dormia

Ele foi esfaqueado pelas meninas com a própria faca de caça. Segundo elas, ele as ameaçava de morte.



Mikhail Khachaturyan tinha 57 anos quando foi morto pelas filhas, dentro de casa. Na época do crime, que aconteceu em julho de 2018, as meninas agrediram o pai a marteladas também e, depois do ocorrido, ligaram para a polícia.

De acordo com as informações da BBC, os investigadores confirmaram que o pai abusou fisicamente e psicologicamente delas por anos. Elas foram indiciadas por homicídio. Mais de 300 mil pessoas assinaram uma petição para que fossem libertadas.

O caso foi atualizado pela justiça e descobertas médicas detalharam que as meninas agiram em legítima defesa por conta dos abusos sexuais e torturas que sofriam. Conforme informações do Daily Star, Krestina, Angelina e Maria Khachaturyan contaram que eram abusadas pelo pai constantemente, e um laudo descobriu que Mikhail era agressor sexual infantil, com preferências sexuais voltadas para suas próprias filhas.


Ainda segundo o site, ele fazia repetidamente ameaças de morte a elas, se não obedecessem a suas exigências, e elas acreditavam que ele as mataria uma hora ou outra. O resultado do laudo foi realizado pelo Instituto Serbsky de exames psicológicos, psiquiátricos e médicos.

Com isso, elas podem usar o diagnóstico de que o pai era pedófilo e argumentar que o mataram para sobreviver. A advogada das meninas, Mari Davtyan disse que os exames confirmaram a violência do pai contra as filhas. Os especialistas descobriram que cada uma delas sofria da síndrome de abuso, transtorno de estresse pós-traumático, desde 2014.

O pai abusivo as manipulava com ameaças, violência constante, humilhação, espancamentos, zombarias, abusos físicos e sexuais. Elas não tinham outros parentes que pudessem impedir o pesadelo que enfrentavam.

As irmãs mais velhas são acusadas de assassinato e Maria, que na época tinha 17 anos, cumpre pena em um hospital psiquiátrico por ser julgada como menor de idade, além de que estavam em um estado psicológico instável e se sentiam desesperadas, temendo pela vida.


Membros da família acusam as mais velhas de mentir sobre os abusos e alegam que o pai foi morto por causa de dinheiro. Olga Khalikova, advogada de um dos parentes de Mikhail, não gostou da conclusão do caso, já que usaram a acusação de que o pai era pedófilo apenas por depoimento das filhas.

Disse que era impossível estabelecer isso como verdade. Uma tia das irmãs chegou a afirmar que a investigação anterior, que contava sobre Mikhail ser pedófilo, não foi baseada em evidências, já que não ficou provado que elas sofreram violência sexual.

Jovem expõe infidelidade do pai nas redes sociais: “Traiu minha mãe com minha melhor amiga”

Artigo Anterior

Os 3 signos mais mesquinhos. São conhecidos como os “pães-duros” do zodíaco!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.