Comportamento

John Travolta faz linda homenagem à sua falecida esposa: “Nós te amamos e sentimos a sua falta”

Ator resolveu dividir a lembrança de sua finada esposa e a homenageou no Dia das Mães. O relato emocionou a internet. Confira!



O amor é um sentimento tão poderoso, que não acaba mesmo depois da morte. Mesmo que haja dor e sofrimento por causa da saudade e da falta daquela pessoa, o afeto se transforma em força.

O luto quase sempre é um processo lento e doloroso, mas ele vai dando lugar às boas memórias que a pessoa que partiu deixou. A dor dá espaço para a saudade.

Perder um ente querido nunca foi fácil e está longe de ser. Mas, através de relatos e homenagens, o peso vai ficando menor, e o amor retorna de forma ainda mais pura. Diante de um momento difícil, somente esse sentimento é capaz de nos manter de pé.


John Travolta é mundialmente conhecido por estrelar filmes de muito sucesso. O ator despontou nos anos 1970 com “Os embalos de sábado à noite” e “Grease – nos tempos da brilhantina”. Este último, um musical, fez tanto sucesso, que abriu portas de Hollywood para ele, que caiu nas graças do público.

Apesar da perda do grande amor, John juntou suas forças e fez uma linda homenagem a ela em suas redes sociais. A publicação no Instagram lhe rendeu mais de 600 mil curtidas. O ator fez questão de escrever palavras carregadas de amor e carinho.

Declarou que Kelly trouxe para sua vida as três crianças mais adoráveis que ele já conheceu. Disse que a amava e tanto ele quanto os filhos sentiam muita saudade.


Direitos autorais: reprodução Instagram/@johntravolta.

A declaração pode ter sido em poucas palavras, mas traduz muito do sentimento de John por Kelly. Ficaram juntos por 28 anos e se dedicaram um ao outro. O fato de ele ter lembrado dela no Dia das Mães foi importante para vermos o quanto o amor é eterno, mesmo com a morte.

A perda da esposa fez com que Travolta se fechasse para o mundo. Com informações da revista Esquire, o ator decidiu contar como vem superando o luto. Quase um ano após a morte de Kelly, ele conta qual lição conseguiu tirar dos momentos difíceis da vida.

Conta que o luto é algo muito pessoal e particular, uma experiência individual, e é a própria jornada que pode levar à cura. Ele declara que é importante passar por esse estágio, chorar e colocar tudo para fora. Quem perde uma pessoa querida deve ter espaço para o seu momento de dor.


Direitos autorais: reprodução Instagram/@johntravolta.

Tentar se reprimir de alguma forma é pior ainda, pois no fundo despencará rumo a um abismo. É necessário respeitar o tempo da pessoa, porque mesmo que seja ótimo ter companhia, às vezes, é preciso ficar sozinho. Afirmou ainda que se sentiu saturado com a tristeza de todos que se aproximavam dele.

Aconselhou que a primeira coisa que se deve fazer é, quando estiver sofrendo, ir para um lugar onde possa lamentar, sem nenhuma interferência, só assim o processo de cura vem de forma verdadeira.

Em 2009, o hollywoodiano passou por uma grande perda. Seu filho Jett faleceu aos 16 anos, por conta de uma convulsão. De lá para cá, John ficou ainda mais próximo da família, pois enxergou que eram eles que lhe davam a força necessária para continuar.


Direitos autorais: reprodução Instagram/@johntravolta.

Agora ele vê nos dois filhos o que precisa para seguir em frente, tanto para si próprio quanto para eles. O valor da família é justamente esse: ser o porto seguro em momentos difíceis.

Que o amor não acabe, mesmo com a perda de alguém tão especial.

Comente e compartilhe este texto com seus amigos em suas redes sociais!


50 anos depois, casal recria fotos do álbum de casamento para comemorar a duradoura união!

Artigo Anterior

Mulher faz procedimento para corrigir desvio de septo e nariz dobra de tamanho. Sofre preconceito

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.