Comportamento

Mãe colocou filho de 5 anos no porta-malas à força. Foi presa e acusada de abuso infantil

A polícia procurou a mulher e a prendeu depois da grande repercussão do caso.



Para o senso comum, as mães são as pessoas mais importantes na vida dos filhos, pelo menos em seus primeiros anos.

Isso porque, além de os carregar por nove meses, são responsáveis por amamentá-los e, junto com os pais, atender a todas as suas necessidades. Esse convívio tão íntimo e diário faz com que um vínculo único, de amor, dedicação e responsabilidade seja criado.

Em muitas famílias, as mães são realmente comprometidas com suas responsabilidades e sempre fazem o possível e o impossível para criar bem seus filhos e oferecer-lhes todo o amor, carinho e segurança que merecem.


Infelizmente, esse não é o caso em todas as filhas. Algumas crianças podem ser criadas por mães despreparadas para suas funções tanto emocional quanto física e financeiramente, e as consequências disso são situações muito polêmicas, de profundos traumas emocionais e físicos.

Algumas atitudes dessas mães podem, inclusive, virar caso de polícia. Recentemente, uma estadunidense foi severamente punida pela maneira como tratou seu filho de apenas 5 anos. Conforme contado pelo Daily Mail, Chelsea-Rae Trujillo, uma mulher sem-teto, foi filmada colocando o seu filho à força no porta-malas do carro em que viviam.

Segundo testemunhas, enquanto forçava o filho a ficar preso no automóvel, ela ainda o ameaçava. O caso foi filmado por pessoas que testemunharam a cena e rapidamente teve grande repercussão, gerando revolta em muita gente.

A pessoa que filmou o momento entregou as imagens para a polícia, que começou uma caçada até encontrar a mulher e detê-la, no último dia 4 de agosto. Chelsea-Rae foi presa e o menino encontrado ileso. A mulher foi detida sob suspeita de abuso infantil e por violar os termos de uma ordem de restrição.


Segundo informações do UOL, o sargento Franklyn Ortega, que encontrou a mulher, revelou que o menino foi encaminhado ao serviço social. O profissional acrescentou que qualquer pessoa que assistisse ao vídeo ficaria preocupada com o bem-estar da criança.

Atitudes como essa, em que as mães dão exemplo completamente oposto daquilo que nos foi ensinado desde cedo costumam gerar revolta, já que é muito difícil compreender o que levaria uma mulher adulta a expor seu filho, menor de idade, a uma situação tão degradante, ainda mais na frente de outras pessoas.


Se você presenciar um episódio de violência contra crianças ou adolescentes, denuncie o quanto antes através do número 100, que está disponível todos os dias, em qualquer horário, seja através de ligação ou dos aplicativos WhatsApp e Telegram.


O mesmo número também atende denúncias sobre pessoas idosas, pessoas com deficiência, pessoas em restrição de liberdade, população LGBT e população em situação de rua. Além de denúncias de discriminação étnica ou racial e violência contra ciganos, quilombolas, indígenas e outras comunidades tradicionais.

Os 5 signos mais superficiais. Eles só vivem de aparências!

Artigo Anterior

Apenas as pessoas com percepção muito desenvolvida conseguem achar a esposa do fazendeiro na imagem

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.