Comportamento

Mãe faz alerta e critica escola que permitiu sua filha ser levada por estranho: “Não tem política para prevenir erros”

Depois de passar por um episódio de muita preocupação, essa mãe se manifestou nas redes sociais e deu um importante conselhos a todos os pais e mães. Entenda!



A escola é um dos locais em que os nossos filhos passam mais tempo e onde aprendem lições que os acompanharão por toda a vida, seja nos estudos ou fora dele, através da convivência com os colegas e professores.

Por esse motivo, temos o trabalho de analisar as escolas antes de matricular os nossos filhos, para nos sentir seguros, acreditando que eles sempre estarão seguros em suas dependências.

Entretanto, algumas vezes, as coisas podem seguir um caminho oposto. Jessie Harris Bouton, que vive em Nova York (EUA), usou o seu perfil no Instagram no fim de março para contar sobre um episódio preocupante que viveu, envolvendo a escola onde sua filha Lola, de 3 anos, estuda.


Ela contou que chegou à escola para pegar a filha e não a encontrou. Uma das professoras lhe  disse que a entregou a um senhor que se apresentou como seu avô, embora a menina estivesse relutante. Ela imaginou que Lola apenas estava desapontada por não ter sido a mãe a buscá-la.

 




Ver essa foto no Instagram




 

Uma publicação compartilhada por Social Media Marketing Expert (@jessieharrisbouton)

Apavorada com a situação, Jessie disse que teve um pressentimento estranho enquanto dirigia para casa, e ao chegar lá, viu que a menina não estava com o seu sogro.

Lola estava desaparecida, e Jessie voltou até a escola. Depois de 15 minutos, felizmente a menina retornou ao local. Ela ficou sabendo que o senhor que levou sua filha havia a confundido com sua neta, que busca regularmente no mesmo local, e que a máscara causou a confusão, tanto nele quanto na professora.

No vídeo, ela diz que “é uma loucura que o homem não tenha percebido que não era sua neta”, e critica a escola, indignada por não ter um política que impeça esse tipo de erro.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@jessieharrisbouton.

Ela decidiu compartilhar sua experiência nas redes sociais para alertar os pais sobre os perigos dos “estranhos com máscaras”, e os incentivou a ensinar aos filhos a pedirem para ver os rostos dos outros adultos, se não tiverem certeza de que são alguém que conhecem.

Também aconselhou os pais a conversarem com os filhos sobre o fato de que adultos também podem errar, e que eles devem se pronunciar quando sentirem que algo não está certo.

Felizmente, em seu caso, tudo não passou de um mal-entendido e ela pode estar com sua filha segura em seus braços novamente.

Você já passou por um momento semelhante com seus filhos?

Comente abaixo e compartilhe o texto nas redes sociais!

Mãe publica vídeo dando “selinhos” na filha e gera polêmica: “Não beije sua filha assim”

Artigo Anterior

Pai solteiro é criticado por levar filha para o trabalho e se defende: “Não é minha culpa se ela perdeu a mãe”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.