Comportamento

Mãe necessita de cesárea, depois de longo trabalho de parto, e sogro a acusa de ser preguiçosa

Licenciada para o site O Amor: pressmaster/123RF Imagens.
3 Mae necessita de cesarea depois de longo trabalho de parto e sogro a acusa de ser preguicosa

Mulher desabafou em um fórum on-line e disse o quanto se sentiu diminuída pela alegação de seu sogro.

O momento do parto é especial e de muita emoção para qualquer pessoa. Para a mulher, ainda mais, pois ela é a protagonista. Tem o poder de gerar a vida e o corpo e mente se preparam para o lindo momento.

Então, as horas que o antecedem bem como o pós-parto são extremamente desafiadores e dolorosas. É mais do que necessário que elas possam contar com uma rede de apoio nesses momentos.

Mas nem sempre isso acontece. Uma mulher que não quis se identificar resolveu contar a sua experiência e como isso foi suficiente para acabar com a boa relação que poderia ter com um familiar. Ela revelou que o sogro a acusou de ser muito preguiçosa para empurrar o filho de maneira natural, por esse motivo escolheu o método cirúrgico.

Com informações do Kidspot, a mãe disse que seu sogro conheceu a neta um dia depois do nascimento. Mas ela ainda estava exausta, pois foi um longo trabalho de parto que precisou ser interrompido para uma cesariana de emergência.

Mas tudo deu certo e ela conseguiu dar à luz uma linda criança, que agora estava nos braços do seu marido. O sogro resolveu acabar com a magia do momento precioso e o arruinou com um comentário extremamente cruel e desnecessário.

Olhou para a nora e disse que ela estava com muita preguiça de empurrar o bebê. Embora tenha soado como piada, vale ressaltar que foi de profundo mau gosto, porque a mãe não achou graça e percebeu no olhar dele que havia alguma verdade em sua “brincadeira”.

Disse ainda que o sogro adora compartilhar opiniões bastante conservadoras, mesmo quando não são apreciadas, e não parece se importar quando insulta ou incomoda as pessoas. Além disso, tentava impedir que o filho fizesse “deveres femininos”, falando que trocar fraldas, alimentar, dar banho e brincar com a filha eram obrigações da mãe.

O relacionamento com o pai do seu marido pareceu ficar ainda mais tenso depois da piada infame. Ela já é mãe de outras duas crianças e disse que o avô constantemente diz que as crianças precisam ser vistas, e não ouvidas, e as repreende, se colocam os cotovelos na mesa, briga quando estão comendo de boca aberta e pede que os meninos não chorem como garotas.

Por causa desse comportamento, a mãe reitera que existe uma barreira entre ele e seus netos, que se recusam a ver o avô. Conclui que é uma pena que isso aconteça, porque ele poderia ter uma conexão muito legal com as crianças, mas optou por se comportar dessa maneira.

0 %