publicidade

Mãe só permite à sogra fumante pegar seu bebê depois de tomar banho e trocar de roupas

Ela tomou a decisão que achou melhor para a saúde do seu filho, para que ele não fique exposto aos resíduos tóxicos do cigarro. Entenda mais sobre este caso.



A conduta de uma mãe para criar e proteger seu bebê pode parecer exagerada e rígida demais aos olhos alheios, mas quem é mãe sabe que é melhor pecar pelo excesso do que passar por alguma situação complicada, em que o filho sofra no futuro.

Mesmo que as pessoas de fora achem um completo absurdo, quem tem de decidir isso é a mãe, pois ela cuida, cria e passa a maior parte do tempo de sua vida com seu filho. Porém algumas dessas situações são constrangedoras e causam certo mal-estar.

Uma mãe pediu ajuda ao site Slate, relatando que decidiu que sua sogra não tocaria em seu filho, a não ser que tomasse banho e trocasse de roupa. Motivo da proibição: a mãe de seu companheiro é fumante e ela não quer que o filho seja exposto às substâncias tóxicas do cigarro.

Decidiu isso por ter conhecimento sobre “fumantes passivos”, pessoas que convivem com quem tem o hábito de fumar e acabam tendo problemas justamente por esse contato.

As substâncias tóxicas presentes no cigarro ficam nas roupas e na pele de quem fuma, e podem trazer prejuízos a quem estiver próximo.


Ela disse que a decisão foi tomada com seu companheiro, pois ele também a achou pertinente. Estão esperando o primeiro filho, então os cuidados são redobrados. Ela contou que não está proibindo permanentemente a sogra de ver a criança, e claro que querem conviver juntos assim que o bebê nascer. O problema está sendo o vício do cigarro. Tem plena convicção de que sua sogra não fumaria na frente do bebê, mas por ser um hábito usual dela, ficou preocupada por ele ser exposto a essas substâncias.

Ainda segundo a mãe, ela não tem a intenção de constranger ou magoar a mãe de seu companheiro, essa restrição foi uma maneira de preservar a saúde de seu primeiro filho.


O que também a preocupa é como sua sogra reagirá a essa restrição, pois não gostaria que houvesse desavença entre elas.

A revista respondeu e aconselhou a serem menos rigorosos quando forem à casa da avó, pois não haveria como eliminar todos os resíduos que ficam no ambiente, mas quando ela fosse à residência deles para visitar o neto, teria de obedecer às normas estabelecidas pelos pais, por uma questão de respeito.

Orientaram a conversar abertamente com ela sobre o assunto para que não fique nenhum mal-entendido. Falar com jeito e cuidado poderia até fazer com que a avó reconsiderasse o uso de cigarro, que faz muito mal à saúde.

E você, o que achou da postura dessa mãe? Teria a mesma atitude que ela?

Comente e compartilhe este texto em suas redes sociais, sua opinião é importante para nós!

Baixe o aplicativo do site O Amor e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.