Comportamento

Marido abandona esposa grávida de 6 meses. Com filhos gêmeos, ela relata sua jornada de superação

Ela relata o quanto foi difícil, pois suas filhas precisavam de uma mãe feliz e saudável, para continuar a caminhada. Seu relato é inspirador, confira!



Uma gravidez já é um momento bem intenso para uma mulher. Quando ela engravida de gêmeos, a intensidade literalmente dobra. Imagine descobrir outra gravidez enquanto as crianças são pequenas e enfrentar um divórcio nesse tempo? Com certeza, não é fácil!

Robin Ellen decidiu contar sua experiência ao Love What Matters para mostrar às outras mulheres que a força interna é que move toda a sua vida. Diante de um momento extremamente difícil, ela superou pelas filhas e hoje serve como exemplo!

Ela inicia seu relato contando que não imaginou que sua história tomaria esse rumo. Passar a maternidade solteira era algo novo em sua vida. Grávida de 6 meses e com filhos gêmeos tão pequenos, o desespero bateu à sua porta. Robin estava sem chão.


Quando suas filhas nasceram, o pós-parto não foi tão bom e mágico quanto imaginou, porque seu marido trabalhava sem parar. Por ser militar, eles moravam longe dos familiares, por isso estavam sem qualquer sistema de apoio.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@robinellen.

Ela teve problemas com a amamentação e a rotina de cuidar simultaneamente de duas crianças causa muito cansaço e esgotamento emocional. O casamento começou a ruir e a tensão era muito alta entre Robin e o marido.

Mesmo com todas as dificuldades, essa mãe forte e determinada vivia um dia de cada vez, para que seus bebês pudessem crescer e se desenvolver bem. Por eles, ela suportaria mais um dia. A amamentação não estava dando certo, então precisou dar fórmula para eles.


No início, sentiu-se culpada, mas depois se libertou da culpa de não conseguir amamentá-los e, depois daquele momento, decidiu que seria a mãe mais completa possível, sem ligar para pressões e expectativas de fora.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@robinellen.

As coisas pareciam enfim ter melhorado. As gêmeas cresciam bem e Robin passou a acreditar que seu casamento havia melhorado por causa de todas as mudanças positivas que estavam acontecendo. Mas não era verdade. Com seis meses de gravidez, seu marido lhe pediu a separação.

O choque foi imenso porque eles haviam mudado para o outro lado do país, e iniciaram uma nova jornada. Depois de tanto esforço para sair mais uma vez de onde estavam, com duas crianças pequenas, tendo de refazer a rotina, ela se viu abandonada.


Segundo Robin, seu marido não tinha mais vontade de tentar fazer a relação dar certo. Ele havia desistido. Ela ficou confusa, zangada, irritada, ressentida e desapontada. Depois de tudo que passou com as gêmeas pequenas, não imaginou que passaria por mais uma dificuldade. Agora não teria apoio e amparo. Pensou que o seu crescimento lhe daria um casamento próspero e feliz.

Relata que ainda está de luto pelo fim do casamento, mas que isso abriu uma possibilidade de começar um novo ciclo. O que aprendeu na dificuldade com duas crianças pequenas foi primordial para que a tornasse a mulher forte de agora.

Robin mudou a maneira de pensar, coloca-se como prioridade para seus filhos e investe no próprio bem-estar. O resultado não poderia ser outro: está alegre, com a vida plena, e se descobriu uma nova mulher.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@robinellen.


Direitos autorais: reprodução Instagram/@robinellen.

Ela termina dizendo que nem tudo na vida é como queremos, mas por mais louco que possa parecer, hoje ela está muito mais bem preparada para receber seu filho do que antes. Mesmo com o caos de uma separação, ela pode superar qualquer coisa agora.

E aconselha mulheres a sempre se colocarem em primeiro lugar num relacionamento, para que não se transformem em um corpo vazio de sentimentos. O outro não deve completá-las, pois as mulheres são autossuficientes para isso!


Homem causa revolta ao verificar celular enquanto noiva caminha para o altar. Atitude não foi bem-vista

Artigo Anterior

“Homens devem pagar a conta; se dividir, você não vale para ele”, afirma especialista em relacionamentos

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.