Comportamento

“Me chamou de idiota”: professora do ensino médio se descontrola em aula on-line depois de ser questionada por aluno

Me chamou de idiota Professora do Ensino Medio se descontrola em aula online apos aluno a questionar

Alissa Piro levantou a voz e ofendeu aluno que lhe fez uma pergunta sobre igualdade racial durante a aula.



A arte de educar é uma virtude, que requer grandes doses de paciência, amor e sabedoria. Ensinar algo a qualquer pessoa, seja criança ou adulta, é um dom.

Mas nem sempre profissionais dessa área conseguem passar seu conhecimento de forma satisfatória e respeitosa. É importante que haja correção, sem autoritarismo, respeitando sempre a individualidade do outro.

Um professor indica caminhos de forma ética e tranquila. O descontrole nunca foi uma forma de ensinar.


Um caso chocou uma comunidade de pais da Califórnia (EUA). Vários alunos do ensino médio resolveram expor o comportamento desequilibrado de uma professora. A história teve grande repercussão, com entrevista dos pais à Fox News.

Em um vídeo, a professora chamada Alissa  Piro é ouvida em alto e bom tom desafiando os pais dos alunos a procurarem-na para acabar com o aprendizado remoto e retornar às aulas presenciais.

Além da fala grosseira, a professora se viu em outra polêmica, ela gritou e ofendeu um de seus alunos por causa de um questionamento sobre um sindicato estudantil branco.

 



O autor da pergunta é Jace Jonas. Ele comentou que a explosão da educadora foi motivada pelo questionamento que fez na caixa de chat. O rapaz disse que para não atrapalhar a aula, escreveu sua dúvida, depois que ficou sabendo que a escola criaria um sindicato estudantil asiático.

Jace perguntou o porquê de criarem o sindicato para algumas etnias e para outras não. Escreveu dizendo que deveria haver um sindicato estudantil para todas as raças, para a verdadeira igualdade.

A professora ficou visivelmente frustrada e nervosa com Jace. Pausou sua aula antes de gritar um palavrão na frente dos alunos e colegas. Ela então o repreendeu de forma grosseira, dizendo que ele, como um homem branco, não precisaria de nenhum sindicato, pois consegue tudo por ser privilegiado. Quer seria seu dever cuidar das minorias. Ao final, chamou-o de idiota.

A situação constrangeu todos os alunos, sendo que alguns começaram a enviar mensagens de ódio à Jace sobre seu comentário.


Instantaneamente, o caso foi tomando proporções maiores. Os pais ficaram sabendo da conduta da professora. Uma mãe, que não quis ser identificada, disse que a filha lhe mostrou o vídeo e relatou que, por causa da história, alguém deveria fazer alguma coisa. Disse ainda que o mais triste foi ver que a própria educadora criou um ambiente tóxico para alunos falarem coisas ruins uns para os outros.

O pai de Jace, Jim Jonas, alertou o diretor-assistente sobre o que havia ocorrido na aula e chamou a professora de “desequilibrada”. Outros pais também viram o vídeo e relataram o fato à escola.

Jace recebeu permissão para faltar às aulas da professora por cinco dias. Sentaram-se com ela e o diretor para uma reunião, durante a qual ela se desculpou, mas os pais ficaram surpresos ao descobrir que a nota do filho havia diminuído semanas depois. Segundo eles, Jace estava tirando 10 e, depois do incidente, menos. A professora então pediu desculpas mais uma vez, dizendo ter sido um erro do computador e corrigiu a nota.

Uma ex-estudante contou à Fox que a atitude da professora é comum. Disse que ela é uma boa educadora, mas esses discursos não são novos. Outro aluno disse ter medo de fazer qualquer tipo de questionamento, e isso foi relatado por mais colegas. Mães começaram a se comunicar e disseram que o aprendizado para no minuto em que esse tipo de abordagem acontece.


Diante de todos esses casos, Alissa foi colocada em licença administrativa, enquanto o caso é investigado.

O que achou desta história? Conhece algum professor que teve atitude similar?

Comente abaixo e compartilhe o texto em suas redes sociais!


Lutador de MMA encoraja seu filho a bater em outra criança da escola. Sua atitude gerou polêmica

Artigo Anterior

Mesmo sabendo que sua vida corria risco, mãe não hesitou e doou parte de seu fígado para seu filho

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.