Comportamento

“Meninas podem fazer qualquer coisa”: Angélica fala da criação de sua filha e sobre poder feminino

A apresentadora usou suas redes sociais para discorrer sobre como educa sua filha para o mundo. Confira!



Angélica trabalha desde os 12 anos e seu rosto é conhecido por todo o Brasil. Surgiu nas telinhas como apresentadora de programa infantil e logo ganhou notoriedade da emissora Globo. Lá aliou as carreiras de atriz e cantora.

Casou-se com Luciano Huck e é mãe de Benício e Joaquim. Eva é a filha mais nova do casal; todos falam muito da semelhança das duas. Mãe exemplar, ela sempre está atenta aos filhos e mostra no seu dia a dia como conseguiu aliar sua vida profissional e pessoal ao mesmo tempo, sem deixar uma tomar conta da outra.

Recentemente, em seu Instagram, ela compartilhou uma foto da filha e aproveitou para comentar sobre a criação dela. Disse que está educando Eva para que se torne empoderada e dona de si mesma.

Angélica se preocupa com a forma como os jovens encaram a questão da beleza hoje em dia e pretende ajudar a filha a se valorizar desde cedo. Em conversa com o site Metrópoles, a apresentadora afirma que a busca cada vez mais precoce por beleza nas gerações mais novas é motivo de preocupação.


Ela rebateu sobre a vaidade e quer preparar a filha para viver bem com isso, para que não ceda aos excessos e à cobrança que toda mulher tem, principalmente quando se é figura pública.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@angelicaksy.

Angélica confessa que é vaidosa desde a infância e isso se deu por ter começado muito cedo a trabalhar. Disse que acha que desenvolveu esse traço por viver nessa exposição da imagem.

Disse ainda que na hora certa conversará com Eva sobre a importância de se valorizar e se empoderar. O mundo é machista e as mulheres, mesmo que tenham seu espaço, precisam lutar muito por ele.

Quer que a filha aprenda a ver tudo que tem de lindo e mostrar que o bonito são as atitudes, ações e a forma como ela vê o mundo.


A beleza física é um plus e não deve ser levado tão à risca, segundo a mãe. Afirma que vai ter trabalho, porque a mídia e o meio digital disseminam muitas coisas tóxicas e a pressão fica muito maior. Mas crê que dará tudo certo, pois estará sempre do lado da filha.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@angelicaksy.

Angélica conta que o exemplo já vem de dentro de casa. Ela valoriza muito a autoestima de Eva e fala o quanto isso é importante para ela se manter firme. A menina vê no exemplo da mãe, que lida com a imagem, que é tranquilo conviver com isso, sabendo dosar as coisas e não cometer excessos, conclui.

O que acha da fala de Angélica? Concorda com o pensamento dela?


Comente e compartilhe este texto com seus amigos!

Menina de 7 anos fica “traumatizada” porque a professora cortou seu cabelo à força. Pai a denunciou

Artigo Anterior

Mulheres desistem da maternidade e deixam os filhos com os pais. Dizem não estar preparadas

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.