Comportamento

Menino que junta ferro velho para ajudar mãe a pagar aluguéis atrasados soma R$ 115 mil em doações

A situação do menino foi divulgada pelas redes sociais, e desde então ele vem recebendo muita ajuda!



Embora todos saibamos que as crianças não devem ter responsabilidades de adultos e precisem se concentrar em brincar, estudar e aproveitar esse período único da vida, em muitas famílias, infelizmente, as coisas não acontecem dessa maneira.

Nos lares mais humildes, onde os responsáveis não conseguem cuidar de todas as despesas sozinhos, muitos filhos acabam percebendo a situação e se mobilizando para ajudar. Foi isso que aconteceu em um lar de Manaus (AM), recentemente.

A ONG Gestos de Bondade compartilhou em seu perfil no Instagram a história de Expedito, um menino de 11 anos, que nos últimos tempos se dedicou a juntar ferro velho na rua para ajudar sua mãe, que está passando por sérias dificuldades financeiras.


Direitos autorais: reprodução Instagram/@gestosdebondade.

Luciana Furtado, que também tem um bebê, está desempregada, por conta disso, as contas se acumularam, em especial o aluguel da casa em que viviam, totalizando uma dívida de R$ 800. Além disso, a geladeira da família estava completamente vazia.

Sabendo que as coisas estavam difíceis, o menino surpreendeu a mãe com o trabalho nas ruas, onde às vezes consegue juntar R$ 20, que entrega diretamente para ela.

Apesar de honroso, o gesto da criança não é suficiente para resolver toda a situação da família. Então, desesperada por ajuda, Luciana procurou a responsável pela ONG, que foi à casa de Expedito e mostrou a situação da família.


Direitos autorais: reprodução Instagram/@gestosdebondade.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@gestosdebondade.

O menino chegou a chorar de emoção e contou que o seu sonho era ter uma bicicleta. A história da família se espalhou pelas redes sociais, e algumas pessoas ajudaram a juntar o valor necessário para pagar o aluguel e abastecer a geladeira com alimentos, para que a família não passasse mais fome.

Expedito e a mãe tiveram que sair de onde moravam, e estão em outra casa alugada, mas desejam mesmo um lar próprio, onde possam viver com qualidade e tranquilidade. Para ajudar ainda mais a família e lhe proporcionar alívio depois de tantas lutas, foi criada uma vaquinha on-line, que até então já soma mais de R$ 115 mil.


As doações ainda estão abertas, e a expectativa é que o valor cresça, provocando uma transformação na vida do menino e sua família. Com o que foi doado até agora, já é possível perceber que a família está muito mais feliz, inclusive o sorriso voltou ao rosto de Expedito. Esperamos que essa seja a sua realidade daqui para a frente!

Ao descobrir que idosos passavam fome, policiais se esforçam para comprar geladeira e alimentos

Artigo Anterior

Mulher que vendia doces para pagar a faculdade vira engenheira química: “Sacrifícios valeram a pena”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.