Comportamento

“Meu bebê morreu há três meses e minha irmã reclama que lamento demais e deixo todos desconfortáveis”

3 Capa Meu bebe morreu ha tres meses minha irma reclama que lamento demais e deixo todos desconfortaveis

Mulher fez um triste relato em um fórum anônimo sobre sua terrível experiência.



A dor de perder um filho, com toda certeza, é uma das piores que uma mulher pode suportar. Ao gerar uma vida é inconcebível não a ter mais por perto. É um sofrimento difícil de curar por completo.

Qualquer pessoa que passe por essa terrível situação precisa de apoio incondicional, carinho e cuidado constantes. Infelizmente, não foi o que aconteceu com essa mulher, que decidiu não se identificar.

De acordo com informações do The Sun, ela relatou ao Reddit sua experiência dolorosa de perder um filho, além do constrangimento de não poder falar sobre ele. Explicou com pesar que sua família recorrentemente se queixava de ela lamentar a morte do pequeno, alegando que ela tinha mais filhos com os quais se preocupar.


Ela perdeu o bebê há três meses, e seu luto continua, o que é normal, já que essa é uma experiência intensamente dolorosa. A mulher comentou que tinha voltado a morar com os pais por alguns dias, enquanto seu marido procurava um novo lugar para a família viver. Ela é mãe de cinco crianças e deu à luz trigêmeos recentemente.

Mas uma tragédia aconteceu: um deles veio a óbito com apenas dois meses de idade. A mãe disse que falar sobre eles é delicado, mas ela se recusa a não o mencionar, pois ele é tão filho dela quanto os outros. Por isso, sempre se refere como mãe de cinco, sendo um “bebê-anjo”, termo utilizado para crianças que já se foram.

Porém seus familiares não estão lidando muito bem com isso. Ela diz que quando está conversando com eles, se referem aos seus últimos filhos como gêmeos, e não trigêmeos, o que a deixa profundamente aborrecida. Ela já tentou conversar com eles sobre isso, mas a família não está inclinada a resolver o assunto com sensibilidade, relatou.

Foi aí que sua irmã acabou intervindo com mais fervor, e disse a ela que era para desistir do sonho de ser mãe de trigêmeos, porque quanto mais ela se lamenta pela morte, mais deixa as pessoas desconfortáveis. A fala da irmã a deixou inconsolável e uma discussão acalorada ocorreu. A mulher disse que seus parentes eram de coração frio e que nunca entenderiam o sofrimento de perder uma criança.


Chamaram-na de dramática, e seus pais pediram que se acalmasse ou seriam forçados a expulsá-la por causa da confusão.  A irmã ainda disse que o bebê morto não era mais importante porque tinham os outros para cuidar e não se lamentar. Como claramente a mulher não pode conversar dentro de casa, decidiu se desculpar para manter a paz, mas recorreu ao fórum para obter algum tipo de apoio.

E felizmente ela conseguiu, pois muitos comentários foram favoráveis à sua indignação. Os usuários disseram que, independentemente do que for, é necessário que a família apoie quem está de luto e que esse comportamento da irmã era inaceitável, pois ninguém tem o direito de medir a dor do outro.

Modelo se recusa a pagar conta em encontro e declara: “Os homens têm que ser generosos”

Artigo Anterior

“As mulheres precisam cuidar de seus homens.” Mãe defende que a feminilidade salva casamentos

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.