Comportamento

“Meu milagre chegou.” Mãe realizará sonho de segurar sua filha depois de perder 2 bebês

Depois de momentos intensos de tristeza, essa mãe poderá realizar o sonho de segurar sua filha. Seu relato é emocionante!



O desejo de ser mãe transcende em muitos corações femininos. O dom de carregar uma vida dentro de si é algo espetacular, que dita o propósito de diversas mulheres. É incrível a capacidade que temos de transformar o nosso corpo para que ele seja a primeira casa de uma criança. O local que será proteção e fonte inesgotável de amor.

Mas alguns desafios começam logo no início desse sonho. Enquanto umas mulheres possuem o privilégio de passar por uma gestação tranquila e sem problemas, outras precisam de muita força e apoio para superar os momentos difíceis.

Esse relato foi feito por Bruna Coitim em seu Instagram, carregado de muita emoção e amor. Ela conta que, em junho, vai conhecer o seu pequeno milagre, enfim realizará o sonho de ser mãe e segurará sua Cecília.


Diz que não foi fácil chegar à reta final. O fato de perder dois bebês antes trouxe a Bruna uma mistura de medo, insegurança, dor e alegria por estar com uma criança no ventre, apesar de todo o sofrimento anterior.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@_scpbru.

Declara que os sentimentos de medo e insegurança tomaram conta na maior parte do tempo, afinal, precisou lidar com o sofrimento intenso de aborto espontâneo duas vezes. Seus filhos anteriores só tiveram dois meses de gestação.


Foi em dezembro de 2019 que descobriu que estava grávida pela primeira vez. Ficou tão alegre e emocionada, que a vontade era de gritar para o mundo inteiro o quanto estava feliz e realizada. Porém, essa sensação de euforia e leveza durou pouco. Em oito semanas, seu bebê retornou para o céu.

Bruna conta que só Deus é capaz de saber o quanto ficou despedaçada e inconsolável. Em 2020, descobriu a segunda gravidez. A felicidade já veio junto com a preocupação, então decidiu manter seus pés firmes no chão.

Mais uma vez, aos dois meses, o anjinho que estava em sua barriga voltou para o céu. Ela diz que ficou triste, mas tentou entender os planos de Deus para sua vida naquele momento.


Direitos autorais: reprodução Instagram/@_scpbru.

Afirmou que O culpou por várias vezes, querendo compreender o que tinha feito de errado para passar por esse tipo de provação. Dez dias depois de sua segunda perda, ela foi ao médico, que lhe disse que estava tudo certo com seu corpo e poderia engravidar novamente, se quisesse.

Seus pensamentos estavam confusos por causa da dor da perda, Bruna tinha colocado em seu coração que não queria mais ser mãe. Mas depois das palavras do médico, saiu de lá cheia de esperança.


Em setembro de 2020, descobriu sua terceira gravidez. Ela conta que o dia estava nublado e, após a descoberta, o tempo se abriu e um lindo arco-íris apareceu. No início, a preocupação não cessava, qualquer coisa já era motivo para a insegurança aumentar, afinal de contas, não tinha como ficar tranquila diante do que havia passado.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@_scpbru.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@_scpbru.


A gestação não foi fácil pelas dores que sentiu, tanto físicas quanto psicológicas. Ganhou grandes cicatrizes porque não tinha elasticidade na pele e aquele sentimento de medo, preocupação e insegurança retornava constantemente. Ela relata que até os momentos finais, com 38 semanas, sentia bastante dor.

Mas suas marcas contam a sua história e Bruna diz que se orgulha delas, pois quando tudo parecia estar perdido, Deus transformou sua vida. Foi preciso muita fé no processo inteiro, mas seu milagre chegou e essa mãe pode ter a certeza de que se tornava mais forte a cada batida de seu coraçãozinho.

Ela concluiu seu relato afirmando que seu deserto floresceu e os momentos tristes agora estão no passado, seu sonho está se realizando e em breve poderá segurar seu presente divino, seu bebê arco-íris!


Funcionária que limpa UTI de covid declara: “Também sou da linha de frente e uma heroína”

Artigo Anterior

Pai em tempo integral de 4 filhos faz relato sincero: “Deus transformou meu coração”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.