Comportamento

“Meus filhos não têm hora para dormir. Dormimos quando estamos cansados”

Essa mãe afirma que suas crianças se tornaram mais independentes e autônomas, depois que ela se livrou da hora certa para dormir. Entenda o caso!



Cada família possui seus hábitos, de acordo com o que funciona ou não. Mas sabemos que existem certas características que são padronizadas. Uma delas é o horário de dormir. Segundo a grande maioria das pessoas, para que seus filhos tenham uma rotina certa, é necessário que se estipulem horários para eles.

Mas, segundo essa mãe, enquanto o trabalho dos pais termina às 19 horas, por colocar os filhos na cama, é quando o dela começa. Nic Bescoby relatou ao Love What Matters que a estrutura da sua família é diferente das demais.

Ela declara que seus filhos não têm horário para dormir. Eles vão para a cama tarde e acordam tarde. Para ela, não há nenhum mal nisso. Por volta das 2 horas da manhã, é quando ela se mantém mais criativa. Como sua mente está ativa, ela consegue se concentrar melhor na escrita no período noturno.


Seus filhos possuem o mesmo comportamento. Ela conta que estão todos relaxados depois de um dia agitado e passam as horas lendo ou assistindo a filmes, jogando ou desenhando. Conta que sempre é um momento especial.

Direitos autorais: reprodução Facebook/HE 3 smalls – our Journey.

Esse hábito se tornou corriqueiro na vida de Nic depois que ela ouviu de outras famílias com autonomia que era benéfico não ter regras fixas sobre o horário de dormir das crianças. No início, ela achou uma loucura, mas quando passou a fazer isso, percebeu que deu certo.

Fez mais sentido para ela, pois sempre aprendeu que as crianças são muito mais capazes do que os pais pensam e, com isso, sabem reconhecer como ninguém o que precisam. Então ela quis dar uma força nessa independência e, juntos, deram o próximo passo.


Nic afirma que teve algumas dificuldades no início, pois como mudaram a dinâmica da família, os filhos não entenderam muito bem. Ela conta que seu mais velho achou que não poderia mais dormir.

A mãe o orientou e o ensinou como reconhecer seus sinais de sono e quais seriam os efeitos, se ele ficasse acordado até tarde. Embora a tática de Nic soe estranha, ela declara que não é como se tivesse abandonado seus filhos, o que fez foi com muito trabalho e orientação.

Em pouco tempo, seus filhos caíram no ritmo natural do próprio corpo, e com isso ela acredita que uma lição foi aprendida para eles. Diz ainda que a hora de dormir varia entre 21h e 2h da manhã.

Direitos autorais: reprodução Facebook/HE 3 smalls – our Journey.


Quando se ensina a uma criança que ela tem controle sobre seu sono, ensina-se também sua autonomia, segundo a mãe. Ela reflete que seria muito mais fácil para ela que seus filhos fossem dormir às 19h, mas nem sempre o fácil é o melhor, na sua opinião.

O único limite que ela estabeleceu foi não usar celular ou tablet para se manter acordados. Juntamente com os filhos, ela percebeu que eles não conseguiam se concentrar na mensagem que o corpo dá, quando se ocupam com celulares, tablets ou televisões.

Direitos autorais: reprodução Facebook/HE 3 smalls – our Journey.

Nic diz que seus filhos desligam tudo quando ficam cansados e usam outros artifícios, como leitura ou jogo de tabuleiro, até que estejam prontos para dormir.


Automaticamente acordam em horários diferenciados pois, de acordo com sua crença, dormem quando estão cansados e acordam na hora que se sentem bem para isso, pois a liberdade e autonomia que esse comportamento deu a eles é sensacional.

Pai cria biquínis para meninas trans em homenagem à filha. Quer que todas estejam confortáveis

Artigo Anterior

Homem entrega pensão alimentícia com 80 mil moedas de 1 centavo

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.