Comportamento

Mulher fingiu ser homem durante 36 anos para cuidar da filha. Mudou seu nome e aparência!

Foto: Reprodução
mulher

Para garantir à filha boa qualidade de vida, essa mãe abriu mão de até da sua identidade. Confira!

Muito se fala sobre as coisas incríveis que apenas as mães são capazes de fazer por seus filhos. O amor e o instinto de maternidade e responsabilidade tomam conta de seus corações e fazem com que, muitas vezes, elas coloquem a própria segurança e felicidade em jogo para que as crias tenham felicidade e segurança.

Provavelmente, você já ouviu diversas histórias de mulheres cheias de coragem que tomaram atitudes dignas de heróis para proteger os filhos. No entanto, temos certeza de que nunca ouviu falar de algo parecido com o que contaremos logo abaixo.

Uma mãe indiana superou muitos limites e impressionou o mundo inteiro ao contar o que foi capaz de fazer por sua filha. De acordo com o portal de notícias online The New Indian Express (TNIE), S. Petchiammal confessou em 2016, quando tinha 57 anos, que viveu disfarçada de homem por incríveis 36 anos.

Se essa história não tivesse nenhum complemento, com certeza muitos achariam estranho e a julgariam por isso, mas ao que tudo indica, seus motivos foram nobres. A mulher, que na época vivia na vila de Kattunayakanpatti, localizada a 30 km da cidade de Thoothukudi, explicou que tomou a decisão para poder criar sua filha como mãe solo de forma segura em “uma sociedade patriarcal”.

2 Mulher fingiu ser homem durante 36 anos para cuidar da filha Mudou seu nome e aparencia

Direitos Autorais: Reprodução

A viuvez e a tomada de decisão

Petchiammal explicou que perdeu o marido de forma repentina, apenas 15 dias após o casamento, quando tinha apenas 20 anos. Ela estava grávida, quando a bebê nasceu, ela decidiu que não se casaria novamente, criaria a filha como mãe solo.

Porém colocar esse objetivo em prática não foi nada fácil. A mulher teve que trabalhar em canteiros de obras, hotéis e casas de chá, provavelmente em uma carga horária nada fácil. Além da rotina puxada, entre trabalho e família, ela também foi vítima de assédio em todos os seus empregos, por conta disso resolveu adotar a identidade masculina, que acreditava que tornaria o seu dia a dia mais fácil.

Certo dia, Petchiammal foi ao templo hindu Tiruchendur Murugan, mudou seu traje para uma camisa e lungi e se rebatizou como “Muthu”. Em seguida, ela se mudou para Kattunayakkanpatti e começou uma nova vida, onde, com exceção de alguns parentes próximos e sua filha, todos acreditavam que ela era um homem.

Por 36 anos, Petchiammal viveu sob uma falsa identidade, tudo para se livrar de assédios e permitir que a filha tivesse a melhor criação possível.

Quando a história veio à tona, em 2016, a dedicada mãe estava casada, mas ainda não se sentia à vontade o bastante para recuperar sua identidade feminina. Ela disse que foi o disfarce que garantiu uma vida segura para a filha e que seria Muthu até morrer.

Até mesmo em documentos como o equivalente ao título de eleitor Petchiammal aparece como homem.

3 Mulher fingiu ser homem durante 36 anos para cuidar da filha Mudou seu nome e aparencia

Direitos Autorais: Reprodução

Em 2016, a indiana já estava com uma idade avançada e não tinha mais condições de trabalhar. Como não tinha uma casa nem economias, ela pediu ajuda do governo para sobreviver.

Na época, de acordo com informações do TNIE, representantes disseram que verificariam quais benefícios de assistência social poderiam estender a Petchiammal.

Essa mulher indiana é a prova de que não há desafios que as mães não enfrentem quando se trata de garantir o sucesso e a felicidade dos filhos. Ela merece muitas palmas!

0 %