publicidade

Mulher gera polêmica na internet ao relatar que amamenta sua filha de 10 anos. Foi muito criticada!

A mãe insistiu na amamentação da filha de 10 anos por achar normal esse vínculo e acreditar nas propriedades nutricionais do leite materno. Mas sua atitude causou polêmica.



Uma mulher, ao se tornar mãe, começa a ter tantas mudanças corporais e emocionais, porque a vida passa a ter um significado diferente.

A maternidade faz com que a maioria das mulheres pensem apenas em seus filhos, deixando suas vontades de lado, sacrificando-se sempre que necessário para que eles sejam felizes e saudáveis.

É muito comum mães pesquisarem o melhor a fazer por seus filhos. Quais os melhores alimentos, melhores escolas, melhores lições. Tudo é para que a criação deles seja a mais satisfatória possível.

Porém, existem atitudes que geram debates e causam polêmicas. Foi o que aconteceu com Sharon Spink, de 50 anos, acusada de abuso infantil por amamentar sua filha até os 10 anos.

A norte-americana amamentou sua filha caçula Charlotte até que a menina escolhesse parar. Segundo a mãe, ela não quis forçar o desmame e deixou a criança ter autonomia. E Charlotte desmamou, mesmo sendo um processo lento e gradual, foi escolha dela.


Sharon contou ao The Sun que já havia tentado o que ela chama de amamentação prolongada, com seus outros três filhos, mas não obteve sucesso. Disse que sentiu falta de apoio por não ter conseguido e precisou dar fórmula para suplementar a alimentação deles. Sua filha caçula foi a única que desmamou tarde.

Direitos autorais: rreprodução Facebook/Sharon Spink.

Ela conta que o objetivo era de ultrapassar a marca de 2 anos, conforme recomendação pela Organização Mundial da Saúde, que preconiza que, nos seis primeiros meses, o leite materno deve ser o alimento exclusivo e, após essa idade, como complementação. Mas Sharon percebeu que a filha não largaria tão cedo. Aos 4 anos, mesmo já dormindo em outro quarto, a menina ia para a cama da mãe e mamava.


Sharon foi bastante criticada por sua atitude, sendo acusada de abuso infantil!

Mesmo com essa pesada acusação, quer acabar com esse estigma sobre amamentar os filhos mais velhos, pois acredita que as propriedades do leite materno são as responsáveis por sua filha raramente ficar doente.

Também contou que não teve uma conversa com a filha sobre ela parar de mamar. Apoia-se na segurança e conforto que criou com ela e se orgulha desse feito. Sharon relatou que, aos 5 anos, Charlotte mamava uma vez ao mês, mas que não a amamentava mais em locais públicos e não falava isso na escola, por saber que seria muito criticada. Ela chegou a comentar em grupos específicos de amamentação, mas recebeu muitos comentários negativos, optando por não falar mais sobre isso.

Decidiu contar sua história, pois sua filha já está crescida e ela quer alertar todas as mães e deixar um recado para quem acha errado amamentar até quando o filho quiser. Ela diz que tem certeza de que a amamentação prolongada é muito mais comum do que se imagina, mas as pessoas não falam por medo do julgamento da sociedade. Concluiu dizendo que existem muitas mães que se perguntam se devem ou não continuar, e ela pede que continuem a amamentar, porque isso faz bem para as crianças. Finalizou dizendo que temos de apoiar as mães em suas escolhas!

O que achou desse caso? Concorda com a opinião de Sharon?

Comente e compartilhe esse texto em suas redes sociais, sua opinião é importante para nós!

Baixe o aplicativo do site O Amor e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.