Comportamento

Nathalia Dill desabafa sobre críticas ao mostrar corpo no pós-parto: “É cruel”

Atriz reagiu à repercussão de fotos dela com a filha na praia. Afirmou não entender o padrão estético que julga mulheres no pós-parto, já que mudar é algo natural.



Sabemos o quanto as mulheres são julgadas pela aparência. Mesmo que hoje em dia a aceitação esteja sendo vista com mais frequência, ainda é muito comum serem alvos de comentários maldosos, ofensivos e desrespeitosos em relação ao físico.

Quando uma mulher decide romper com os padrões estabelecidos sobre ter um corpo bonito ou não, ela se transforma em alguém “errado”, como se pensar com a própria cabeça e tomar decisões para o próprio bem fossem algo extremamente ruim.

O estereótipo de beleza vem mudando, mas ainda deixa a maioria das mulheres de fora disso. Quando celebridades, pessoas famosas e conhecidas por muitos mostram a realidade, ainda são alvos de comentários inoportunos.


Nathalia Dill tornou-se mãe recentemente e, em suas redes sociais, sempre compartilha cliques com sua bebê. Eva tem 7 meses e a artista quis publicar a primeira ida da filha à praia. Porém percebeu que as imagens ganharam grande repercussão por causa do seu corpo.

Ela exibiu fotos de biquíni e o que chamou a atenção de algumas pessoas foi a realidade que as mulheres enfrentam no pós-parto: a transformação física. A foto rendeu elogios e um grande debate sobre padrões de beleza.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@nathaliadill.

Alguns comentários lhe agradecem por postar a realidade e quebrar o estereótipo sobre o corpo feminino. Várias internautas disseram nas mensagens que se sentiram representadas e que gostaram muito de ver finalmente uma mãe de biquíni na praia, sem usar filtros ou passar por procedimentos para voltar ao corpo de antes.


De acordo com informações da jornalista Patrícia Kogut, Nathalia revelou que o seu objetivo era apenas compartilhar a ida de sua bebê à praia. Quando viu os comentários, começou a pensar sobre o estereótipo que cerca as mulheres no pós-parto.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@nathaliadill.

Disse que lembrou de amigas que falavam para ela que ainda não dava para colocar biquíni por causa da barriga delas, e percebeu que realmente essa pressão existe. Não acha justo, porque uma mulher que acabou de se tornar mãe se priva de muitas coisas e ainda não pode desfrutar de algo tão banal por causa do desconforto social que isso pode gerar.

A artista afirma que é cruel, pois a mulher está vindo de um processo em que ela se doa por completo. Afirma que uma mãe “perde” seu corpo para gerar outro. Na amamentação, o corpo também não é dela, não entende por que precisa se privar por causa de uma padrão estipulado pela sociedade.


Direitos autorais: reprodução Instagram/@nathaliadill.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@nathaliadill.

Nathalia conclui que sempre se questiona quando o assunto são corpos padronizados. Disse que não se sente confortável em levantar essa bandeira porque não acha que seu corpo passou por mudanças tão drásticas, e não entende que padrão é esse, que exclui a maioria das mulheres, pontuou.


Jovem realiza sonho da mãe que trabalhou na roça, transforma seu visual e renova sua autoestima!

Artigo Anterior

Menina de 11 anos sai chorando do baile de formatura depois de adultos rirem por ela usar terno

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.