O perigo de se comparar…

6min. de leitura

Na época em que vivemos, cair na tentação de nos comparar a outras pessoas é extremamente fácil, pela alta influência da mídia e das redes sociais, presentes em nosso dia a dia.

Que atire a primeira pedra quem nunca viu as redes sociais de outra pessoa, muito bonita, com um cabelo perfeito, um corpo escultural e ainda por cima, andando de lancha em alguma praia chiquérrima por aí, e não sentiu uma pontada de inveja ou aquele sentimento de ‘como eu queria ter essa vida’. Ou viu alguma modelo que parecia perfeita de biquini na capa de uma revista e desejou ter aquele corpo.



Caso você já não esteja se sentindo muito bem consigo, sente-se o pior dos seres humanos, como se todos tivessem uma vida incrível, menos você. Mas ali, atrás daquela tela, ou daquela foto na revista, esquecemos que só vemos o que o outro quer que a gente veja, uma realidade ilusória proporcionada pelas redes sociais e pela mídia, em que não fazemos ideia de como realmente é a vida daquela pessoa.

Seja em uma rede social, na capa de uma revista, na televisão ou em um outdoor. Sentir-se inferior a alguém por meio da comparação, é o pior erro que se pode cometer.

Não é porque aquela modelo com o corpo perfeito tem uma foto andando de lancha em Copacabana que ela tem uma vida melhor do que a sua. E mesmo que ela realmente estivesse mais feliz, comparar-se nunca vai fazer você se sentir melhor.

As redes sociais e a mídia podem ser extremamente prejudiciais, se não usadas com cautela, pois elas retratam apenas as aparências, a forma mais superficial de se ver uma pessoa. E apesar da mídia ter o poder de proporcionar essa sensação de inferioridade em nós, não podemos colocar a culpa somente nela, temos a tendência em nos autossabotar, achando que a vida do vizinho, do irmão ou do amigo é melhor que a nossa.  Aquela velha história em que a grama do vizinho é sempre mais verde. Até percebermos que querer ser igual ou ter a vida de outra pessoa não vai trazer felicidade, apenas vai nos deixar infelizes com a nossa própria realidade.


Quando tomamos consciência de que cada pessoa está passando por suas próprias batalhas, vivendo seu próprio caminho e construindo suas experiências, percebemos que não existe comparação que valha a pena. É possível afirmar com toda certeza que aquela pessoa que parece ser feliz e perfeita nas redes sociais também está enfrentando suas dificuldades. E aquela modelo linda não tem a vida tão incrível como parece na revista. A beleza nem de longe pode ser considerada a solução para algo ou chave para a felicidade, assim como o dinheiro, ou as pessoas mais ricas não seriam as com maiores índices de depressão.

Somos seres humanos únicos e não existe ninguém no planeta com o mesmo DNA, portanto estamos vivendo nosso próprio caminho e nossa vida passando pelas experiências que precisamos passar para crescer e evoluir.

Ao observar isso perdemos a necessidade de comparar nossa vida com a dos outros e automaticamente tudo fica mais bonito e mais leve, viver se torna mais fácil e deixa de parecer um fardo.


Quando você para de se comparar aos outros, todas as áreas da sua vida se tornam melhores, pois começamos a nos aceitar realmente.

Parar de se comparar, é um dos primeiros passos para o amor-próprio e a auto-aceitação. Não existe nada tão incrível como o fato de cada ser humano ser único, com seus defeitos e qualidades, com suas experiências que ninguém mais viveu, sejam elas boas ou ruins.

Não existe pessoa mais bonita ou mais feia, somos únicos com nossas singularidades e nossos desafios diários, cabe a nós mesmos sentir orgulho e aceitar cada um deles, vivendo cada dia da melhor maneira possível, fazendo sempre nosso melhor.

Cada pessoa está vivendo sua própria experiência. Sentir-se mais ou menos que alguém é o pior erro que podemos cometer com nós mesmos e só traz uma tonelada de sentimentos negativos. Livre-se do sentimento de querer ser o melhor, mas aceite que não existem pessoas melhores ou piores, apenas pessoas diferentes, passando por momentos diferentes, cada um evoluindo da sua própria maneira, em seu próprio ritmo, com suas determinadas condições.

A única preocupação que precisamos ter é em ser melhores com nós mesmos, para nós mesmos. Buscando superar nossos próprios limites para aproveitar nossa experiência da melhor forma possível!

Ao nos compararmos com o outro, além de estarmos desperdiçando tempo e energia, estamos atrasando nossa própria evolução. A maior prova de amor que podemos dar à nossa vida é viver sem nos comparar.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: alekskhmelev / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.