O que realmente significa ser uma mulher que ama a si mesma:

3min. de leitura

Ela é gentil, mas tem limites saudáveis para si mesma. Ela não tem medo de dizer não e entende que dizer não, não significa que não será amada.



Ela é deliciosamente autêntica. Não se dobra para os outros nem tenta se encaixar. Ela não se importa se discorda ou se destaca-se por ser diferente, porque só quer ser seu verdadeiro eu.

Ela é confiante, mas não presunçosa. Ela sabe que vale a pena.

Ela é certa sobre si mesma e seu valor, e não se contenta com menos do que merece. Se alguém não gosta dela, não a quer, não liga para ela  ou não quer vê-la, ela não se importa muito. Sabe que a perda é da pessoa.


Ela sabe o que ama. Tem muitas paixões e interesses, e cria tempo para esses prazeres, ao mesmo tempo estando aberta a novas experiências e oportunidades.

Quando ela diz sim, é sincera, e sempre dá 110% de si. Não há medíocres em seu mundo.

Ela tem uma beleza interior que brilha de dentro para fora. Sabe que não é perfeita, mas é isso que a faz bonita, e suas imperfeições são mais bonitas porque ela não foge delas nem as esconde, mas sim as ama, pois são parte de quem ela é.


Ela tem amizades femininas profundamente satisfatórias; mulheres que nutrem, apoiam e elevam-na. Ela também tem como objetivo capacitar outras mulheres, sabendo que nós subimos, levando outros.

Ela celebra sua feminilidade e nutre esse relacionamento íntimo consigo mesma. Ela sabe que é uma Deusa e celebra a verdadeira essência de seu ser.

Ela confia em sua intuição e seu profundo senso de conhecimento interior. Segue seu coração e é confiante em seu caminho para viver uma vida centrada na alma.

Ela aceita a sua idade e percebe que com a idade vem sabedoria e grande poder. Já não se importa com um cabelo cinza ou rugas, e nunca se sentiu mais sensual, mais atraente ou mais confortável consigo mesmo. Ela tem uma nova capacidade de equilíbrio, sabedoria, doação e serviço.

Ela não tem medo de ser vulnerável. Entende que com a vulnerabilidade pode vir risco, mas prefere aparecer para a vida do que se esconder atrás da armadura que costumava usar.

Ela sabe como amar e ama muito, mas aprendeu isso começando consigo mesma.

___

Traduzido pela equipe de O SegredoFonte: Thought Catalog

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.