Comportamento

“Por favor, pare de julgar. Ser mãe que trabalha em tempo integral, com filhos pequenos, não é fácil”

Mulher desabafou sobre a pressão e o julgamento, dizendo que não devem mais fazer parte da vida de uma mãe que faz de tudo por seus filhos!



Ser mãe é estar o tempo todo em alerta. Fazer mil coisas ao mesmo tempo – trabalhar, estudar, cuidar dos filhos – e, depois de tudo isso, ser incapaz de errar porque, para a sociedade, uma mãe que falha não é bem-vista.

Ainda bem que muitas mulheres, hoje em dia, estão tendo coragem de falar abertamente sobre suas experiências para mostrar ao mundo que a maternidade não é tão maravilhosa quanto dizem. O julgamento que uma mãe enfrenta é muito mais pesado do que qualquer outra coisa.

Jamie Johnson compartilhou seu relato no Love What Matters e desabafou sobre o quanto ser mãe pode ser cansativo. Ela inicia pedindo que as pessoas parem de julgá-la por sair do trabalho rapidamente para pegar seus filhos que estão com a babá.


Pode parecer rude perder uma reunião, mas Jamie escreve que a formatura da pré-escola de seu filho é muito mais importante. De fato, ela está certa. Conta que vai acontecer de chegar atrasada, porque precisa deixar o bebê na creche antes das 7h45 da manhã.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Hashtag MomFail by Jamie Johnson.

Uma mãe que trabalha em tempo integral se torna distraída no emprego, principalmente se uma de suas crianças estiver doente. Parecem exaustas ao chegar ao escritório, porque é a realidade.

Imagine como é cansativo ficar acordada desde as 4h30, com uma criança chorando inconsolavelmente, passar as últimas 12 horas tentando acalmar um bebê para ele dormir, enquanto o de 5 anos chora por não querer ir para a escola. Essas mães são guerreiras e passam noites em claro, cuidando dos filhos ou chorando de cansaço, pois precisam conciliar o maternar com o trabalho.


Embora saiba que devem deixar a vida pessoal do lado de fora do ambiente laboral, sendo mãe é impossível seguir à risca essa determinação, por isso Jamie escreveu uma carta de agradecimento a todos que já passaram por sua vida e lhe deram graça nos últimos cinco anos.

Conta que trabalhar em tempo integral, com filhos pequenos, não é fácil, mas agradece a cada chefe que entendeu quando ela precisava sair do trabalho às pressas para consultas médicas, doenças inesperadas, formaturas e almoços escolares.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Hashtag MomFail by Jamie Johnson.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Hashtag MomFail by Jamie Johnson.


Direitos autorais: reprodução Facebook/Hashtag MomFail by Jamie Johnson.

Agradece também aos que a informaram de que tiveram dificuldades para conciliar o trabalho com a vida materna. Muitos a incentivaram a continuar, mesmo que se sentisse derrotada.

Ela conta que tem noção de que não é a única mãe que trabalha no mundo, mas fica grata por ter pessoas capazes de entender sua rotina e não julgá-la. Pede que os julgamentos cessem, pois não ajudam a vida de ninguém. Jamie termina seu relato dando força para muitas que passam pelo mesmo desafio. Entende que toda mãe esforçada é capaz e merece muito mais do que imagina.

Não é fácil, mas é possível ter uma família e uma carreira. Não desistir é o primeiro passo, mesmo que algumas pessoas não entendam e julguem, uma mãe consegue forças vendo o quanto seus filhos são incríveis. Por eles, tudo vale a pena!


“Não sou a favor de assinar papel pra dizer que ama alguém.” Xuxa abre o jogo sobre casamento

Artigo Anterior

“Só merece ser lembrado quem nos fez bem!” (padre Fábio de Melo)

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.