Porque nossos valores pessoais importam mais do que nunca:

O que é importante para você? Sua refeição da manhã? Ter tempo para passear com seu cão? Entregar o relatório a tempo? Ok, mas o que é valioso para você?

O que são valores?

Seus valores são um testamento para o seu verdadeiro eu, porque eles são o que mais importa para você, quando se trata de sua vida pessoal e profissional.

Seus valores influenciam essa pequena voz em sua cabeça que lhe diz se você deve ou não se preocupar com algo e como você deve priorizar o seu tempo.

Seus valores são as coisas que você acredita serem importantes na maneira como você vive e trabalha.

Seus valores fundamentais ajudam a determinar o que você realmente quer da vida, enquanto simultaneamente agem como uma forma de medir sua satisfação com sua situação atual e viver de uma maneira significativa.

Os valores fundamentais definem quem somos e nos ajudam a encontrar o nosso propósito.


Aqui estão alguns bons exemplos das palavras-chave do valor:

  • Confiabilidade
  • Respeito
  • Fidelidade
  • Comprometimento
  • Trabalho em equipe
  • Cuidado
  • Eficiência
  • Diversidade
  • Humildade
Alguns destes valores são incutidos em você desde a infância. Eles podem ser culturais ou aprendidos através da observação de sua família e as discussões sobre seus interesses.

Talvez agora, na idade adulta, você perceba que é apaixonado por essas mesmas coisas. Não é ruim compartilhar valores fundamentais com aqueles ao seu redor, mas pode ser prejudicial viver uma vida que não honra esses valores.


Como os valores fundamentais afetam nossas decisões diárias?

Tomamos decisões baseados em nossos valores todos os dias, mas às vezes esquecemos as decisões importantes que enfrentamos, grandes e pequenas, e o estresse potencial que essas escolhas podem criar.

Quando você pode identificar seus valores e fazer escolhas que se alinham com eles, a vida, subitamente, torna-se um pouco mais fácil.

Mas quando você age no piloto automático e não permite que seus valores coincidam com suas escolhas, pode transformar-se em alguém  incrivelmente infeliz e talvez sem saber o motivo.

Descobrir seus valores centrais afeta pequenas e grandes coisas em suas vidas. Lembra quando você comprou algo que realmente não precisava, mas queria ter? Você tomou a decisão de que gastar dinheiro sabiamente não era valioso para você. Mas será que isso é realmente verdade? Chegou o final do mês e você ainda não tinha pago suas contas. Talvez fosse realmente útil ter esse dinheiro de volta e isso gera estresse. Essa desconexão resulta de viver uma vida que não se correlaciona com seus valores centrais.

Quando você começa a fazer essas escolhas que parecem pequenas no momento, mas levando em conta o que é valioso para você, começa a sentir menos estresse em outros aspectos de sua vida. Isso tem um efeito bola de neve e leva a melhores escolhas continuadas e existência livre de estresse prolongada. E a melhor parte é, não é necessário trabalho duro, apenas alguma introspecção e autoconsciência.

E se, simplesmente, sentar-se sozinho por alguns minutos pudesse afetar o resto de sua vida de uma forma positiva, não valeria a pena? Afinal, conhecer seus valores facilita a tomada de decisões importantes, como aceitar um emprego, iniciar um negócio, ou fazer uma grande mudança.


Como descobrimos nossos valores pessoais?

Os valores fundamentais são importantes para nós. Ao descobrirmos as coisas que mais importam para nós, podemos levar uma vida melhor.

Aqui estão duas maneiras de descobrir seus valores pessoais:

Comece com o que você já sabe sobre si mesmo, sua moral.

Conhecer seus valores centrais certamente pode sincronizar com sua moral. Afinal, seus valores têm um impacto direto em seus padrões de comportamento.

Pense nisso: se é moralmente importante para você chegar ao seu local de trabalho e se concentrar apenas no trabalho, também é verdade que ser um empregado honesto e eficiente é um valor que você carrega em todos os seus trabalhos.

Talvez você seja o tipo de parceiro que desliga seu celular em um encontro. Isso provavelmente significa que você é uma pessoa moralmente leal e quer garantir que seu parceiro saiba que você valoriza o tempo com ele. Esta é uma forte indicação de que, como valor central, você coloca relacionamentos em primeiro lugar e trabalha duro para mostrar às pessoas que se importa. Você poderia listar facilmente respeito e compromisso em sua lista de valores pessoais.


Sua própria experiência será sua melhor ferramenta para perceber o que é valioso para você.

Por exemplo, pense em uma época muito feliz de sua vida. Por que você estava tão feliz? O contentamento que você sentiu foi devido a outras pessoas? Quem eram elas? Pense em quando você estava orgulhoso de si mesmo e porque sentiu esse orgulho. Suas próprias experiências podem te ajudar a identificar o você considera realmente importante.

E não tenha medo de olhar para frente. Quais valores você quer passar para seus filhos?


O que devo fazer com os meus valores fundamentais

Basta sentar e fazer uma lista do que vier à mente e deixar-se explorar essas palavras fundamentais e valiosas. Não há um limite definido para quantos valores você pode ter, mas, permita-se listar o máximo possível.


Priorize seus valores.

Se você listar, por exemplo, 20 palavras, considere cruzar aquelas mais insignificantes e priorize seus valores.


Olhe para seus valores todos os dias

Depois de determinar quais são seus valores, é vital olhar para eles todos os dias. Todos nós enfrentamos situações e decisões desafiadoras e, como diz Sam Whittaker:

“Todas as pessoas são colocadas em situações difíceis de vez em quando… situações onde a coisa certa a fazer não é óbvia. Saber quais valores são mais importantes para você antes que estas situações surjam, ajudará a tomar melhores decisões.”

Então, deixe seus valores serem valiosos para você. Todos estão no seu próprio caminho e ninguém pode dizer-lhe quais são os seus valores centrais, além de você.


Não tenha medo de retrabalhar sua lista no futuro

Quando você percebe seus valores e começa a viver por eles, pode perceber que nem todos são tão importantes quanto você acreditava. Retrabalhe sua lista! Você está autorizado a mudar conscientemente seus valores.

Vocês não é seus valores. Você é o pensador de seus pensamentos, mas não é os próprios pensamentos. Seus valores são a sua bússola atual, mas eles não são o seu verdadeiro “eu”.

Lembre-se: seus valores devem ajudar na criação de sua melhor vida e seu “eu” mais autêntico. Você faz as regras. Seja paciente consigo mesmo e dedique tempo para descobrir seus valores fundamentais. Você vai se surpreender com as coisas que pode realizar!


Referências do texto – The Atlantic: 21 Charts That Explain American Values Today  – MindTools: What Are Your Values? – ContentSparks: Big List of Core Value Words – Steve Pavlina: Living Your Values Part 1 – Sam Whittaker: How to Define Your Personal Values[ – Steve Pavlina: Living Your Values Part 1

____

Direitos autorais da imagem de capa: petarpaunchev / 123RF Imagens

Traduzido pela equipe de O Segredo – Fonte: Life Hack




Deixe seu comentário