Comportamento

Professora mostra fotos de sua noiva na escola em que trabalha e é suspensa por 8 meses!

Capa Professora mostra fotos de sua noiva na escola em que trabalha e e suspensa por 8 meses

Stacy Bailey, que lecionava na instituição havia 10 anos, entrou com um processo, alegando ter sido vítima de homofobia.



O caso aconteceu com uma mulher de 33 anos, professora de artes, que foi suspensa e impedida de dar aulas por um tempo, por mostrar uma foto de sua noiva.

Stacy Bailey foi colocada em licença porque seus alunos viram um registro pessoal seu e de sua noiva. Esse foi o motivo da reclamação de um pai, dizendo que a professora estava promovendo a homossexualidade para os alunos. A acusação procede e ela, que já havia sido eleita professora do ano por duas vezes, foi afastada da sala de aula.

Com informações do The New York Times, Stacy disse que foi horrível, pois ela amava o emprego e não havia feito nada de errado. Ela ainda observou que seus outros colegas não haviam sido punidos por falar sobre seu estado civil em sala de aula.


As autoridades escolares, no entanto, disseram que a atitude não foi discriminatória, a suspensão se deu para avaliar se a professora violou ou não a regra, que exigia imparcialidade e objetividade em assuntos polêmicos.

2 Professora mostra fotos de sua noiva na escola em que trabalha e e suspensa por 8 meses

Direitos autorais: reprodução/The New York Times.

Bailey argumentou que não há nada de polêmico em falar sobre a família. Relatou que muitos professores gays acabam mentindo, quando um aluno lhes faz alguma pergunta sobre família, pois ficam com medo de ser interpretados de maneira errada, como foi o seu caso. Ela ainda disse que ser gay e professor, e querer falar abertamente sobre sua vida não será nada fácil.

Ela decidiu mover um processo contra a instituição, sob a acusação de discriminação por causa de sua orientação sexual. Dois anos depois, o distrito concordou em pagá-la.


A quantia era de 100 mil dólares, aproximadamente 550 mil reais. Como parte do acordo, além do pagamento, o distrito escolar terá de capacitar funcionários e conselheiros sobre a importância de se falar sobre orientação sexual e antidiscriminação.

3 Professora mostra fotos de sua noiva na escola em que trabalha e e suspensa por 8 meses

Direitos autorais: reprodução Facebook/Stacy Bailey.

Sua suspensão também foi cancelada, além da inserção de uma carta de recomendação para futuros empregos. Também rescindiu-se a licença administrativa, que ficou registrada em seu arquivo. Bailey disse que não podem mais diminuir, envergonhar ou tentar intimidar professores gays em seu trabalho. Caso isso aconteça, vão se lembrar de seu nome.

Ela espera que as mudanças na política dos distritos escolares melhorem a qualidade de vida para professores e alunos.


O que achou desse caso? Concorda com a atitude de suspender a professora?

Comente e compartilhe este texto em suas redes sociais!

Lima Duarte reflete sobre sua vida amorosa e dispara: “Acho que nunca nenhuma mulher me amou”

Artigo Anterior

“Eu não percebia o quanto eu fazia em casa até me divorciar”: mãe faz relato e desabafa após separação

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.