Comportamento

Segunda chance: depois de 21 anos preso, homem conhece o amor e realiza sonho de se casar

Depois de anos enclausurado, a vida lhe deu uma linda oportunidade de recomeçar. Entenda o caso!



Jerome Dixon é a prova viva de que mesmo após momentos trágicos e difíceis, podemos dar a volta por cima e recomeçar da melhor maneira. Ele encontrou o amor de sua vida depois de 21 anos preso.

Em todo esse tempo, ele afirmou que não cometeu o crime que o levou para a prisão. Aos 17 anos, foi levado sob custódia, interrogado sem advogado e sem a presença dos pais. Acusado de assassinato, passou por uma pressão policial gigantesca e foi forçado a assinar uma confissão, que ele afirma não saber quais seriam as consequências. A única maneira de sair da sala, após várias horas de interrogatório era dizer o que os oficiais queriam.

Por conta de sua pouca idade e experiência, sem a presença de adultos que lhe dariam voz, confessou para poder ter direito a um telefonema para sua mãe.


Ele aceitou um acordo judicial e cumpriu sete anos como menor infrator. Mas foi levado a julgamento uma segunda vez e por causa da falsa confissão e do acordo, foi sentenciado à prisão em regime fechado.

Jerome passou todos esses anos tentando provar sua inocência, embora seu comportamento no sistema carcerário comprovasse que ele poderia estar falando a verdade. De acordo com as informações do The New York Times, ele resolveu usar o tempo para estudar e se formar numa universidade. Colocou na cabeça que, fora da carceragem, lutaria pelos direitos da comunidade negra, já que sempre são silenciados.

Dixon declara que a falha no sistema prisional está completamente ligada ao racismo. Não deram chance de se explicar justamente por ter sido interrogado sozinho, sem a presença de um adulto que lhe protegesse, pois, perante a lei, menores de idade têm o direito a um porta-voz. Ele relata que se conhecesse seus direitos, não teria cumprido 21 anos por um crime que afirma veementemente não ter cometido.


Em 2011, foi posto em liberdade condicional. Aí sua luta contra o racismo e o preconceito começou. Passou a se engajar em grupos de apoio e estudou sobre diversos casos. Apesar da injustiça que afirma ter sofrido, ele não deixou que isso lhe subisse à cabeça e se transformasse em ódio. Contou que o que lhe aconteceu foi culpa de um pequeno grupo de pessoas e não tem nenhuma animosidade em relação à polícia. Ainda acredita que é capaz de servir e proteger.

Em 2019, participou de uma palestra de uma professora do departamento de Estudos Afro- Americanos de Princeton. A reunião era intitulada “Racismo diário e mudança social”. Como estava engajado nessas pautas, seria apenas mais um de seus compromissos normais, se não fosse por um interessante detalhe: ali ele conheceria o amor de sua vida.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Raha Lewis.


Raha Lewis é uma escritora, redatora da People Magazine e formada em Ciências Políticas e Artes Cênicas. A palestra acadêmica a fez conhecer um homem de história incrível que, segundo ela, ganhou seu coração imediatamente. Ela fez uma pergunta relacionada ao fato de conhecer mulheres que se relacionaram com homens negros adoráveis e o porquê de seus pais não as deixarem se casar com eles.

Seu questionamento deixou Jerome curioso, e após o evento, ele a abordou dizendo que estava interessado em ouvir mais sobre seu comentário e a convidou para um café na semana seguinte. Começaram a conversar e nunca mais pararam, relatou Jerome.

Após o primeiro encontro oficial do casal, o romance começou. Por causa do comportamento de Jerome, Raha percebeu que ele era o cara certo. Partiu dele o interesse de conhecer seu filho, algo que ela declarou não ser comum.


Direitos autorais: reprodução Facebook/Raha Lewis.

Assim que conheceu o filho de Raha, o relacionamento ficou ainda mais forte e ela sentiu em seu coração que ali começaria uma família. Em 2021, Dixon a pediu em casamento e a cerimônia aconteceu apenas com 10 convidados presentes e os restantes por videoconferência, por causa da pandemia.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Raha Lewis.


Jerome disse que seu casamento começou com uma busca por justiça do que lhe aconteceu. Ele aproveitou para dizer que isso foi extremamente significante, pois quando uma narrativa ruim é imposta sobre a sua vida, ainda se tem a escolha de mudar, e foi o que ele decidiu fazer com sua história.

Transformou sua vida e quer ser um exemplo a ser seguido por muitas pessoas. Somente o amor é capaz de ressignificar momentos!

Comente e compartilhe este texto em suas redes sociais!


Principais erros que os homens de cada signo cometem em um relacionamento

Artigo Anterior

“Detesto ser mãe desde o parto da minha filha”, desabafa mulher sobre relação com a maternidade

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.