Comportamento

Sem se importar com preconceito, homem vira manicure influente no país e hoje atende famosas!

Ele começou a demonstrar interesse pela profissão aos 14 anos e, desde então, tem se dedicado ao ofício, despertando o interesse até de famosos.



A generificação é um processo que costuma segregar objetos, interesses e áreas como sendo de “meninos” ou de “meninas”.

Existem, por exemplo, brincadeiras que a sociedade atribui apenas aos meninos e outras em que acontece o contrário. Muitos indivíduos, claro, não permanecem nesses estereótipos de gênero, e acabam sofrendo preconceito por serem considerados “desviantes” do senso comum.

Wallace Costa, empreendedor e manicure, tem lidado com o preconceito desde os 14 anos, quando decidiu, por diversão, desenhar nas unhas de uma amiga. Desde então, ele tem se dedicado à profissão, aperfeiçoando-se cada vez mais e tornando-se um dos principais designers de unha do país, segundo o jornal Extra.


Ele conta que uma amiga pegou pincéis e esmaltes da própria mãe, que trabalhava como manicure, e pediu que desenhasse em suas unhas. A partir daí, todas as meninas da comunidade pediram para ele repetir a decoração.

Até aquele momento, Wallace nunca havia pensado em trabalhar com aquilo, mas decidiu seguir esse caminho, já que estava dando certo. Ser manicure não era o que as pessoas esperavam dele, e muitos não aceitavam sua profissão, até seus familiares ficaram desconfiados de sua sexualidade.

Ele explica que foi muito difícil lidar com os comentários, principalmente há 17 anos, quando tudo era ainda pior. Seus pais não entendiam seu trabalho, mas ele lutou e persistiu em suas escolhas para fazer o que realmente ama.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@reidasunhasoficiall.


Desde 2012, o designer é casado com Dalilla Rubim, de 24 anos, e têm um filho chamado Lorenzo, de 3 anos. Antes, ele trabalhava fazendo unhas, mas, atualmente, sua maior ocupação têm sido os cursos que ministra e os eventos de que participa. Ele conta que já formou mais de 5 mil alunos pelo país, dos quais cerca de 80 são homens.

Wallace já chegou a ser reconhecido até por famosos, como Teresa Cristina e Camilla de Lucas, e ele agradece a Deus por tudo o que tem conquistado. E quem se interessar pelos seus serviços, saiba que a lista de espera é longa, são cerca de quatro semanas de espera, no mínimo, e o custo do seu trabalho varia de R$ 180 a R$ 250.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@reidasunhasoficiall.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@reidasunhasoficiall.


Todas as clientes elogiam suas habilidades e a forma como lida com cada uma delas, virando suas fãs. Antes de começar a dar cursos, Wallace atendia cerca de 10 pessoas por dia, mostrando que seu trabalho era muito procurado e popular entre as mulheres. A vendedora Bianca Assis, de 23 anos, uma de suas admiradoras, explicou que ele é capaz de transformar as unhas em obras de arte.

Mãe em tempo integral desabafa nas redes sociais: “Não temos o luxo de chorar em paz”

Artigo Anterior

Disney impede mulher de amamentar em público para “não chocar estrangeiros”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.