Comportamento

“Só vão elogiar o teu corpo pós-parto, se parecer que você nunca teve filhos”

Mãe de duas lindas crianças, Thielly usa as redes sociais para promover aceitação do corpo no pós-parto.



De todos os desafios que a maternidade traz, um consegue ser inerente a todas as mães: o desafio de aceitar o próprio corpo depois da gravidez. Vivemos numa sociedade que enaltece o corpo chapado, sem estrias, gorduras e celulites. Quando sai desse padrão, os julgamentos começam.

Com todas as transformações na vida de uma mãe, é extremamente injusto que ela seja criticada por não ter o mesmo corpo de antes da gravidez. Essa pressão acaba fazendo com que muitas desenvolvam depressão por não se enxergar mais como mulher.

O movimento “corpo positivo” tem a finalidade de mostrar que a realidade é bonita também, e não é necessário mais que a mulher sinta vergonha das “imperfeições”. A autoestima não precisa estar ligada à aparência plástica determinada pelo padrão tóxico da indústria da beleza.


Direitos autorais: reprodução Instagram/@amamaededois.

Infelizmente, essa pressão estética atinge em cheio mulheres que acabaram de ter filhos, ou as que já são mães há algum tempo e seu corpo de antes não voltou. Os julgamentos iniciam no momento em que blogueiras e influenciadoras digitais mostram o físico magro e chapado meses depois de parir.

Muitas vendem uma realidade que não existe sem procedimentos estéticos e intervenções cirúrgicas. Essa toxicidade faz com que mães deixem de viver uma experiência linda e momentos mágicos com o filho por causa de uma insegurança.

Para inspirar outras mulheres a se aceitar, Thielly decidiu usar seu Instagram como uma ferramenta de positividade acerca do corpo no pós-parto. Intitulado “A mamãe de dois”, ela publica fotos em que mostra sua aparência e o quanto se orgulha dela.


Direitos autorais: reprodução Instagram/@amamaededois.

Dentre as várias postagens, Thielly sempre evidencia que embora ainda receba críticas, nada abala seu amor-próprio e quer que esse sentimento de liberdade invada todas as outras mulheres que já passaram por ofensas um dia.

Ela declara que muitos elogios acabam depreciando outras mulheres, como aqueles que evidenciam a mãe magra, cujo corpo rapidamente voltou a ser como antes. Falar para uma mulher que nem parece mãe é como se as outras que ficaram diferentes não merecessem elogios.

Thielly afirma que elogiar uma mãe desse jeito é extremamente prejudicial a outras, como se fosse ruim parecer que teve uma criança. Aquele corpo carregou uma vida, e tudo bem que o físico não retorne ao estágio anterior.


Direitos autorais: reprodução Instagram/@amamaededois.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@amamaededois.

Essa transformação é importante, pois aquela mulher se desmontou e hoje se reconstrói, se reencontra com uma nova versão. Pede que a sociedade pare de cobrar corpos de revistas em mães reais. Mesmo que o físico não seja padrão, continua sendo perfeito!


Jamais invalide os sentimentos de uma mulher por achar que o fardo nos ombros dela não é pesado

Artigo Anterior

Josy Oliveira é a 4ª ex-BBB a morrer após reality. Veja quem são os outros

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.