Comportamento

Time feminino norueguês de handebol de praia se recusa a usar biquíni para jogar e seleção é multada

O valor da multa ficou em torno de R$ 9,2 mil pelo fato de as atletas usarem roupa “imprópria”



As atletas norueguesas passaram por uma situação inusitada recentemente. O time feminino de handebol de praia levou uma multa da Federação Europeia de Handebol de Praia por vestir roupa imprópria para o jogo.

Segundo informações da BBC Brasil, elas participam do Campeonato Europeu e receberam a punição por não usar biquíni, já que pelo fato de a modalidade ser na praia, é peça que está de acordo com o regulamento da confederação.

As jogadoras optaram por usar uma bermuda que, segundo elas, é bem mais confortável do que o outro traje. E assim fizeram. Quando souberam da penalidade, a Federação de Handebol da Noruega declarou que pagaria a multa avaliada em R$ 9,2 mil, caso fossem penalizadas por apenas terem jogado de bermuda.


Elas disputaram uma partida que valia a medalha de bronze, contra a Espanha. A penalidade foi imposta no valor de 150 euros por jogadora, o que totaliza 1,5 mil euros, os quais, convertidos para a moeda brasileira, superam R$ 9 mil.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@handballandslagene.

O informe da federação acrescentou que a seleção da Noruega não estava com os trajes de acordo com os regulamentos de uniformes definidos como regras do jogo de handebol de praia. O chefe da Federação da Noruega disse que qualquer multa seria paga, mas que a escolha de usar as roupas deveria ser livre, pois o mais importante é que as atletas se vistam de maneira confortável.

Com a decisão, a Federação Norueguesa disse que está muito orgulhosa das jogadoras, que levantaram suas vozes e anunciaram o basta durante o campeonato. A entidade dá todo apoio para elas, pois deveriam ter a liberdade de jogar com as roupas que quisessem.


Foi mencionado que, antes do campeonato, a seleção pediu permissão para usar bermuda, mas foi informada de que estaria violando as regras e, como resultado, seriam punidas. O curioso é perceber que, para a seleção masculina, o uso de bermudas é permitido.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@handballandslagene.

A questão está sendo debatida com fervor, já que muitas jogadoras consideram o biquíni degradante e impraticável. O ministro da Cultura e Esportes da Noruega, Abid Raja, também se manifestou a favor das atletas, dizendo que uma mudança é necessária, já que o mundo internacional do esporte é muito machista.

O caso ganhou repercussão mundial e mostra que a união das mulheres realmente faz a força e é capaz de mudar regras que não as beneficiam. Que sirva de exemplo para todas nós, pois enquanto há espírito de coletividade, a batalha é mais fácil de ser vencida.


Mulher chora ao ser expulsa de academia por causa do seu peso: “Nunca senti tanta vergonha”

Artigo Anterior

“Ainda estou solteira porque ganho muito e os homens se sentem ameaçados por isso”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.