Comportamento

“Tudo já é meio despedida para mim. Uma hora acaba”, diz Fernanda Montenegro

Fernanda Montenegro

A atriz deu uma emocionante declaração sobre a finitude da vida. Confira!

A morte faz parte da ordem natural das coisas, tanto quanto o nascimento e a maturidade. No entanto, pensar sobre ela quase sempre vem acompanhado de temor, insegurança e saudade.

Embora o descanso seja algo desejado por quem há muito sofre, muitos de nós nos consideramos apaixonados pela vida, e não gostamos de imaginar como será partir deste mundo, trocando o amor e o conforto daqueles que nos amam por uma realidade desconhecida.

O medo da morte costuma ser inerente às pessoas mais jovens, que ainda não experimentaram tudo que essa vida tem a oferecer e estão cheios de sonhos.

No entanto, para quem tem muitas experiências na bagagem, o momento da partida não é mais algo a ser temido, mas sim uma realidade imutável, que pode até mesmo ser sinônimo de paz e de encerramento de ciclos.

Várias personalidades já dedicaram um pouco do seu tempo a refletir sobre os últimos momentos da vida, agraciando-nos com palavras de muita sabedoria e nos motivando a sempre valorizar o hoje ao lado das pessoas importantes para nós.

Fernanda Montenegro, ícone da dramaturgia brasileira, recentemente indicada para ocupar uma das cadeiras da Academia Brasileira de Letras (ABL), foi uma dessas pessoas que nos iluminaram com declarações tocantes, que apenas podem surgir de mentes experientes, que já aprenderam muito com a vida.

Em entrevista ao El País, ela contou que tem se mantido mais reclusa desde o início da pandemia e que passou um tempo vivendo no sítio da família, ao lado da filha Fernanda Torres, os netos e o genro, o cineasta Andrucha Waddington.

A realidade que a sociedade enfrenta, bem como o reconhecimento dos longos anos de uma carreira muito bem-sucedida despertam na atriz o sentimento de que ela está tendo longa vida, mas que não tem mais muito tempo.

Bastante honesta e realista, Fernanda afirmou ser uma mulher de 92 anos com imunidade baixa, deixando clara a incerteza sobre o futuro, especialmente porque ainda estamos combatendo o vírus.

Perguntada sobre o medo da morte, a atriz deixou uma mensagem que com certeza reflete o sentimento de muitas pessoas que passam a aceitar essa realidade à medida que o tempo passa.

Fernanda afirmou que sentirá saudade e que gostaria de levar consigo sua memória. Ela ainda aproveitou para relatar um episódio que viveu em 2019, numa gravação na Região Sul. A atriz contou que teve um desmaio e demorou para acordar. No entanto, ao despertar, sentiu “uma paz absoluta”, que ia na contramão de toda a confusão que se armava ao seu redor. Nesse momento, conforme contou, Fernanda se deparou com um hiato entre passado e presente, e não se lembrava de nada. De acordo com ela, foi uma espécie de “desligamento”.

Assumindo que é apenas mais uma humana que desconhece o nosso destino após a morte, Fernanda apenas disse que, se for para algum lugar após a morte, gostaria de carregar consigo a sua memória.

Finalizando a declaração, a atriz disse que tudo já é uma espécie de despedida para ela, e que uma hora tudo acabará, não tem jeito.

O começo da despedida da vida, para aqueles que vivem todos os dias com muita paixão e intensidade, certamente é uma experiência permeada de muitos sentimentos.

Deixamos aqui a nossa admiração pelo legado de Fernanda Montenegro, bem como o desejo de que sua jornada dure enquanto ela puder aproveitá-la.

0 %