ColunistasComportamento

A vida é como a dança, deve ser vivida de acordo com o ritmo de cada momento.

“Quando você dança, seu objetivo não é chegar a um determinado lugar no chão. É desfrutar de cada passo ao longo do caminho.”



A vida é como a dança, deve ser vivida de acordo com o ritmo de cada momento. É um bailar que não cessa, até nosso último suspiro. É um movimento constante que deve ser aproveitado a cada instante.

Todos nós temos objetivos a serem alcançados, que é o que nos move a cada dia. Seja se formar no curso desejado, abrir o próprio negócio, passar em um concurso público, construir uma família, etc.

Mas não podemos nos esquecer do objetivo diário, que é apenas viver.

Viver é desfrutar das coisas mais simples até as mais complexas. É desde sentar e saborear um café da manhã com calma, até resolver o desafio de entregar um importante relatório em poucas horas. É desde estar presente na conversa com os amigos na hora do almoço, até concluir todas as tarefas ao final do dia.

Viver não é esperar o final de semana, nem o emprego certo, nem a pessoa certa. Viver não é esperar. É agir, correr atrás, permitir-se fazer o que deseja no limite do respeito pelas outras pessoas. É saber enxergar sempre o lado bom de tudo que, aparentemente, seja ruim.


Relacionamentos terminam, pessoas partem, corações também partem, e outras pessoas chegam. O importante não é acabar, começar ou recomeçar, e sim saber dançar a melodia da convivência, enquanto estiver lhe acrescentando algo de bom.

Cada pessoa que passa pela nossa vida é como uma pedra preciosa que faz parte do tesouro da experiência. São como espelhos que refletem o melhor e o pior de nós mesmos, para nos lapidar rumo ao eterno aprendizado.

Portanto, aproveite a balada de cada batida do seu coração. Una todos os seus conhecimentos e apenas dance a sua própria canção.


Muitas vezes, parece que a música para, então, temos que criar novas melodias e aprender outras coreografias. Outras vezes, devemos ouvir a melodia do momento, seguir os próprios sentimentos e nos deixar conduzir.

Seja no passo ou descompasso, o importante é aproveitar e sentir cada nota até o final dessa divina dança.

________

Direitos autorais da imagem de capa: ninefoto / 123RF Imagens


Antes sozinha do que encantada por um alguém que não vale um vintém!

Artigo Anterior

Solta esse laço… ele já virou nó, você está sufocando e nem viu…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.