7 coisas que o medo pode tirar de você

7min. de leitura

Tudo que você quer está do outro lado do medo. Nunca hesite em dar-se a chance de ser tudo o que você é capaz de ser.



O medo não é tão poderoso quanto parece. Mas ele é tão profundo quanto sua mente permite. Você ainda está no controle. A chave é reconhecer seu medo e enfrentá-lo diretamente. Você deve pisar em cima e confrontá-lo.

1. Seu verdadeiro caminho e propósito. Medo de ser diferente…

Não se deixe enganar pelo que os outros dizem, especialmente quando tentam dizer o que é certo para você. Ouça e tire suas próprias conclusões. O que sua própria intuição lhe diz?

Não há um caminho exato que todos devem seguir. Escolha um caminho que você se encaixa. Aqueles que seguem a multidão geralmente se perdem nele.


Seja o caminho que escolher, certifique-se que você não estará ganhando o mundo perdendo sua alma e propósito durante o processo.


2 Auto-respeito. Medo de não ser bom o suficiente…

Não seja tão duro consigo mesmo. Afinal, o que não faltam são pessoas dispostas a fazer isso por você.

Faça o seu melhor e diga a si mesmo: “Será que estou dando o meu melhor neste momento?


Ame a si mesmo e orgulhe-se de tudo que você faz, até dos erros, porque eles significam que você está tentando e aprendendo.

Se você sentir que está sendo desvalorizado, inconscientemente você pode estar se desvalorizando. Se você não valorizar e respeitar a si mesmo, de todo o coração, ninguém mais o fará.


3. Sua capacidade de tomar decisões concretas. Medo de compromisso…

Você não pode viver sua vida à mercê do acaso. Você não pode tropeçar, juntamente com um mapa marcado apenas com os lugares que você tem tem medo, ou os lugares que você sabe que você não gostaria de visitar outra vez. Você não pode ficar preso em um estado em que você seja incapaz de pedir indicações…

Você tem que se levantar, olhar no espelho e dizer: “Não é bom o saber apenas o que eu não quero na vida. Eu preciso decidir o que eu quero.”


4. Oportunidades impagáveis ​​e experiências de vida. O medo da mudança e desconforto…

As pessoas têm dificuldade em abrir mão de seu sofrimento. De um medo do desconhecido, eles preferem sofrimento que é familiar…

Em muitos casos, você pode ficar preso em velhas rotinas simplesmente por estar acomodado com todas elas. Em outras palavras, você está com medo da mudança e do desconhecido. Quando você está sempre colocando seus sonhos e objetivos no amanhã, passa sobre grandes oportunidades pelo simples fato de eles te tirarem da sua zona de conforto.

E pra não admitir isso, você usa desculpinhas como: “Um dia quando eu tiver mais dinheiro…”, ou “quando eu for mais velho…”, ou ainda “Assim que eu tiver mais tempo.”… Esse ciclo vicioso pode te levar a uma vida profundamente insatisfatória.


5. felicidade geral e paz de espírito. O medo de enfrentar verdades interiores…

Se você continuar procurando a felicidade fora de si mesmo, você nunca vai encontrá-la. A felicidade é encontrada a partir de nós mesmos. O que você procura não está em outro lugar em outro momento; o que você procura está aqui e agora, dentro de você. Quanto mais você procurar isso fora de si, mais a felicidade vai se esconder de você.

Relaxe, lembre-se de seus desejos mais profundos. A escolha é que determina a felicidade, e não as circunstâncias. Todas as manhãs quando você acordar, diga para si mesmo: “Pessoas e situações externas não terão o poder de me fazer feliz ou infeliz hoje, este poder cabe apenas a mim. Ontem já passou e o amanhã ainda não chegou. Eu só tenho hoje, e é hoje que eu vou ser feliz.


6. Sua vontade de amar, verdadeira e puramente. O medo de não ser amado…

Embora seja agradável quando o amor é recíproco, o verdadeiro amor é tráfego de mão única. É um puro fluxo de dar e não esperar nada em troca… Qualquer outra coisa é um contrato. Observe como sempre que você permite que o amor flua, você é sempre clara, calma e forte. E somente quando o pensamento “O que eles me deram em troca?” surge é que acontece uma confusão e ressentimento.

Olhe para si mesmo, concentrando o seu amor em uma direção em que você se sinta bem. Não deixe o medo entrar em seu caminho. Quando o amor que você dá é verdadeiro, as pessoas dignas de seu amor aos poucos se revelam ao longo do tempo.

8888

7 A companhia certa. Medo de ficar sozinha…

Não importa quanto amor você dê, e você pode tentar o seu melhor, você pode fazer tudo e dizer tudo, mas às vezes as pessoas simplesmente não vão corresponder. E não vale a pena ficar se preocupando com isso, porque pode acontecer com qualquer um. É importante saber quando a distanciar-se de alguém que só te machuca e te põe pra baixo. Quando você dá o seu amor a alguém, sem expectativa, e ainda assim isso não for bom o suficiente para essa pessoa, há uma boa chance que você estar desperdiçando o seu amor com a pessoa errada.

O correto é que relacionamentos de longo prazo devam te ajudar, e não te machucar.

Passe tempo com pessoas agradáveis e ​​que sejam inteligentes. E lembre-se, um bom relacionamento é um laço sagrado – um círculo de confiança.

Próximo passo

Concentre sua mente consciente nas coisas que você deseja, e não nas coisas que você tenha medo.

Sua vez… O que o medo tem tirado de você? Deixe um comentário abaixo e compartilhe suas opiniões.

 

_____

Fonte: Marc and Angel e Sobre o Amor

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.