publicidade

Dissolva seus laços energéticos

Muitas vezes temos dificuldades para perdoarmos alguém que tenha passado por nossa vida e tenha nos magoado.



Quando isso ocorre, geralmente ficamos presos aos sentimentos de dor que esse fato provocou, além da lembrança e do ressentimento, é preciso saber que enquanto mantivermos isso em nós, também ficamos presos energeticamente a essa pessoa que nos feriu.

Para dissolver esses laços energéticos e as nuvens escuras que nos perturbam, experimente a seguinte prática.

Sente-se numa posição confortável, respire suave e levemente, feche os olhos e relaxe, em muita quietude procure deixar que a consciência se esvazie de tudo que possa distrai-la. Imagine-se sentada na plateia de um teatro, no palco à sua frente veja entrando aquela pessoa que te feriu emocionalmente e que você ainda sente-se presa pelo ressentimento.

Pode ser alguém do presente ou do passado, vivo ou morto.


Quando conseguir ver essa pessoa com clareza, visualize boas coisas acontecendo a ela, coisas que teriam grande significado para ela. Veja-a sorrindo e feliz.

Mantenha essa imagem por algum tempo e depois deixe que desapareça vagarosamente, como se a luz de cena fosse apagando lenta e suavemente.


Depois que essa pessoa deixar o palco, levante-se de sua poltrona e suba ao palco.

Veja coisas boas acontecendo a você. Veja-se sorrindo e feliz.

Tome consciência de que a abundância do Universo está disponível para todos nós.

Pratique uma vez ao dia durante um mês e perceba como se sentirá muito mais leve.

Você pode colocar no palco uma pessoa diferente a cada exercício.

Por: José Batista de Carvalho – Via: Universo Natural

Baixe o aplicativo do site O Amor e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.