5min. de leitura

Você não está deprimido, só está cercado das pessoas erradas

Companhias tóxicas causam um dano tão profundo em nosso emocional que podem nos levar a acreditar que estamos deprimidos e precisando de ajuda médica.

A depressão é uma doença muito séria, que afeta milhões de pessoas no mundo inteiro e torna nossa vida muito mais difícil do que precisa ser. Ela precisa ser compreendida pela sociedade como o que realmente é: um problema de saúde mental, que requer tratamento profissional, e que, em alguns casos, pode levar anos para ser controlada.


Condições com essa são comuns, infelizmente, e isso faz com que muitas pessoas possam ser diagnosticadas erroneamente como deprimidas. Este é um diagnóstico que apenas um profissional pode fazer, mas, antes de marcar um horário, certifique-se de que você não está apenas cercado das pessoas erradas.

Companhias tóxicas causam um dano tão profundo em nosso emocional, que podem nos levar a acreditar que estamos deprimidos e precisando de ajuda médica!

Sabe aquela pessoa que constantemente o fere – propositalmente – com seu comportamento? Aquele parente, amigo ou colega de trabalho egoísta e rude, que não perde uma oportunidade de fazê-lo desacreditar em si mesmo?


Todas essas pessoas podem ser a origem do seu sentimento depressivo. Afastar-se, certamente, trará uma renovação em sua vida! Deixe as energias ruins e aproxime-se das boas.

Essas pessoas se aproveitam da nossa gentileza e empatia para nos maltratar, manipular e desestruturar. Elas sabem que somos ensinados a tratar todos bem e a sempre tentar entender antes de julgar, e por isso sentem que todas as suas atitudes serão justificadas em nossas mentes, e que podem fazer o que bem entenderem, saindo impunes.

Elas nos maltratam mental e emocionalmente e nos fazem desacreditar em nós mesmos, em todas as áreas da vida, o que prejudica a nossa autoestima e autoconfiança, fazendo que, com o tempo, nós nos tornemos pessoas extremamente inseguras e dependentes de sua ajuda.

Em muitos casos, as ações dessas pessoas podem realmente nos prejudicar, a ponto de precisarmos de auxílio profissional para encontrarmos a felicidade novamente, mas, geralmente, apenas o distanciamento dessa energia pode nos fazer recuperar a nossa confiança e independência, permitindo-nos reencontrar alegria e prazer na vida.


Não podemos nos proteger cem por cento dessas pessoas, elas estão em todos os lugares, mas existem algumas medidas protetivas que nos ajudam a escapar de sua influência negativa. A primeira é buscar enxergar todos aqueles ao nosso redor, com os olhos do coração, através da intuição.

Muitas pessoas nos enganam com seus comportamentos, e até mesmo com seus olhares, mas quando estamos alinhados com nosso conselheiro interno e pedimos sua opinião, antes de nos aproximarmos de alguém, reduzimos muito as probabilidades de atrair pessoas erradas para o nosso lado.

No entanto, em alguns casos, essas pessoas já fazem parte de nossas vidas. Em situações como essa, podemos nos sentir de mãos atadas, mas sempre temos a escolha do que fazer com a realidade que vivemos hoje. Não podemos mudar o passado e nunca as ter conhecido, mas podemos escolher manter uma distância saudável, que nos permita seguir nosso caminho em paz.

Antes de acreditar que o problema em está em você, faça uma análise ao seu redor e perceba se não está apenas cercado de pessoas tóxicas e invejosas que desejam o seu mal.

Você pode se surpreender com a quantidade de energias negativas que afetam a sua vida diariamente.

Não seja rápido em se colocar sempre como o problema. Ame-se, cuide de si mesmo e não permita, por nada nesse mundo, que outra pessoa coloque o seu valor à prova. Você é incrível assim como é!


Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação desse material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Amor: dontcut/123RF Imagens.


Gostou da nossa matéria? Clique aqui para assinar a nossa newsletter e receba mais conteúdos.



Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.