3 sabedorias espirituais para iluminar sua mente:

4min. de leitura

Conforme amadurecemos, desenvolvemos novas percepções sobre a vida e o mundo ao nosso redor.

Essas percepções causam uma transformação em nossas consciências, fazendo com que desenvolvamos novas maneiras de experimentar a realidade.



Dessa forma, nós evoluímos e nos tornamos mais capacitados para seguir nossos caminhos rumo a uma melhor versão de nós mesmos.

Abaixo estão 3 sabedorias espirituais que adquirimos em nossas jornadas que nos ajudam a viver uma vida mais consciente e feliz:

A dor nos motiva a sair da inércia

A impressão mais comum que temos da dor é que ela é um inimigo, algo tóxico e negativo que deve ser combatido a todo custo. Por isso, gastamos nossa energia e tempo focados em nos livrarmos da dor. No entanto, ao fazermos isso, nós nos esquecemos de que a dor também tem uma função positiva a cumprir, quando aparece em nossas vidas.

A dor é como um lembrete constante de que há algo que precisa ser mudado em nossas vidas, um convite para sairmos da inércia e corrigirmos o que precisa ser corrigido. Quando ignoramos a sua mensagem, não nos livramos das situações negativas, não importa o quanto tentemos fugir da dor.



Não existem condições para o amor verdadeiro

É comum nutrirmos expectativas e condições sobre o amor que sentimos por outra pessoa. No entanto, quando essas condições não são supridas, nós nos sentimos decepcionados e machucados, passando a enxergar o amor como um sentimento doloroso.

No entanto, o verdadeiro amor é altruísta, não requer condições. Mesmo que não seja recíproco, está tudo bem para aquele que ama verdadeiramente, seu sentimento não mudará.


Não é certo condenar alguém como puramente mal

Somos rápidos em julgar uma pessoa como “má” ou outros adjetivos negativos baseados em algum ato ruim ou cruel de comportamento. A verdade é que nós não conhecemos a verdadeira realidade de vida das pessoas. Muitas vezes as ações de alguém são um resultado direto de suas condições de vida, da qual conhecemos pouco ou nada. Você já tentou se colocar no lugar de alguma pessoa que julga com tanta convicção?


Não é certo condenar uma pessoa como “má” baseado em uma atitude. As pessoas desempenham comportamentos negativos por uma diversa série de motivos. É muito mais sábio e útil tentar entender e ajudar do que apenas criticar e se afastar da situação.

Quando julgamos alguém, ao invés de falarmos sobre essa pessoa, estamos falando sobre nós mesmos e nossa percepção do mundo. Para realmente entendermos as pessoas, precisamos abandonar nossas ideias preconcebidas e desenvolver uma visão mais real e honesta da vida.

____________

Direitos autorais da imagem de capa: skdesign / 123RF Banco de Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

* Matéria atualizada em 17/11/2017 às 3:08






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.