Família

“Este período também é difícil.” Mãe desabafa sobre preocupação com filhos adultos

Ela decidiu relatar sobre o crescimento dos filhos e o que muda na relação maternal. Ter filhos pequenos é difícil, porém as preocupações e desafios continuam quando já estão crescidos.



A grande verdade é que uma mãe sempre estará conectada aos filhos. Não importa a idade, mesmo que eles já tenham constituído família, ser mãe é um estado latente, que não muda nunca.

Shelby Spear fez um relato ao Today sobre as preocupações de mãe, que não cessam, mesmo que os filhos já estejam adultos. Ela tem três que já estão na casa dos 20 anos e decidiu relatar a sua experiência, já que é um assunto não muito falado.

O foco que a maioria das pessoas dão à maternidade é mais no início, pois é quando uma mulher recentemente gerou e deu a vida a um pequeno ser. É muito comum as dificuldades e preocupações se concentrarem apenas no começo, quando os filhos são pequenos e dependem de total dedicação, cuidado e proteção da mãe.


Direitos autorais: reprodução Facebook/Shelby Spear.

Mas, à medida que crescem, outros desafios surgem. Ser mãe quando os filhos são adultos também é difícil, e precisa ser comentada, relata Shelby.

Ela conta que ser pai de “gente grande” é complicado, porque ver seus filhos aprendendo a lidar com a vida e tomar decisões erradas por estarem convictos de seus ideias machuca o coração. Adultos, por ter opiniões próprias, acabam batendo de frente, o que também prejudica a relação maternal.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Shelby Spear.


Shelby diz que assistir a seus filhos falharem e fazerem escolhas erradas não é uma experiência agradável. Ter que vê-los sofrer e aprender com seus erros também não o é.

No fundo, o que uma mãe quer é sempre estar disponível e proteger suas crianças, mesmo crescidas. Deixar os filhos seguirem os próprios caminhos e encorajá-los é difícil. O laço que os une é forte e potente, mas pode ser dificultoso para uma mãe que, desde o começo da maternidade, se acostumou a estar sempre à frente e tomar decisões por eles.

O amor de uma mãe por seu filho, às vezes, torna-se indisciplinado e feroz pois, ao ver coisas ruins se aproximando, a mãe de uma pessoa adulta já não tem mais aquela autonomia de antes, de poder decidir por ela.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Shelby Spear.


A independência dos filhos é desgastante para a mãe que, inconscientemente, começa a se sentir menos útil, deprimindo-se, vendo que seu papel pode não ter mais importância. Mas é uma etapa necessária, pois enquanto a mãe deixa de ter o controle de tudo, o filho começa a palmilhar caminhos com as próprias pernas.

Quando os pais colocam na cabeça que fizeram de tudo por um filho e não admitem que ele vá por outro caminho que consideram ruim, é estressante, pois não podem mudar a situação, como faziam antes, por isso esse momento se torna complicado na vida de uma mãe. É necessário equilíbrio, lembrar que não há espaço para culpa e inseguranças.

Para todas as mães: entendam que vocês foram cruciais nas etapas de desenvolvimento afetivo dos seus filhos, por isso eles se tornaram adultos que conseguirão sucesso.

Vocês os prepararam para a vida e, mesmo que doa ver que podem tomar alguma decisão errada, conseguirão sair da melhor forma possível, pois foram muito bem-criados. Acreditem que seu esforço e sacrifício valeram a pena!


“Não desisti, só ganhei!” Mãe rebate críticas sobre desistir da vida para criar 6 filhos

Artigo Anterior

Aos 71 anos, Sônia Braga exalta beleza dos cabelos brancos: “Símbolo de liberdade”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.