Família

Mãe aos 18 anos supera dificuldades e se forma no ensino médio. Dedicou a vitória ao filho!

Ela descobriu a gravidez no segundo ano do ensino médio, mas não desistiu e concluiu seus estudos com honras. Tornou-se exemplo de inspiração e superação!



Odalis Contreras contou sua história para servir de inspiração para tantas outras mulheres que engravidaram cedo. Uma gestação é um desafio para todas mas, ao engravidar cedo, muitas acreditam que não conseguirão realizar seus desejos por causa dos filhos.

O medo de Odalis era o mesmo, pois queria terminar seus estudos e ter um emprego para criar seu filho da melhor forma. De acordo com informações do Good Morning America, a gravidez na adolescência é um dos principais motivos da evasão escolar. Mães adolescentes têm menos diplomas de conclusão, quando comparadas com meninas que não tiveram filhos.

Odalis disse em entrevista que a educação era o fator mais importante, pois era apenas essa chance que tinha de sair da pobreza. Além de si, ela pensava em seu filho, pois caso não se formasse, em sua visão, ele seguiria pelo mesmo caminho e não teria oportunidade.


O pequeno Angel nasceu prematuramente, em 2019, fazendo com que sua mãe perdesse um mês de aulas e ficasse para trás. Antes disso, ela frequentou a escola regularmente. Para se atualizar, foi transferida para um colégio com aula on-line, o que lhe permitiu estudar em tempo integral  no próprio horário. Assim conseguiu cuidar do seu filho.

Direitos autorais: arquivo pessoal.

Mas sabemos da dificuldade da maternidade. Não é fácil se adequar ao novo ser, que transforma completamente o ambiente. Mesmo ela conseguindo adaptar seus horários, Angel ficava acordado a noite, com isso, sua mãe não tinha tempo para descansar, já que ficava o dia inteiro estudando.

Odalis relata que, nos primeiros quatro meses, não dormiu, e isso foi muito difícil para ela. Foi mentalmente desgastante em alguns pontos, fazendo com que ela pensasse em desistir. Mas sua determinação foi maior que as adversidades. Seu desejo era em proporcionar uma vida melhor para sua família.


Direitos autorais: arquivo pessoal.

Com isso, ela se formou no prazo, com a ajuda de sua supervisora. Odalis sempre era ouvida, para que sua motivação nunca acabasse. O trabalho que a escola fez foi crucial para sua conclusão!

A família também foi um fator primordial. A mãe de Odalis tirou seis meses de licença para apoiar a filha e auxiliá-la a cuidar de Angel. Assim, ela conseguia focar mais nos trabalhos escolares e intensificar seus estudos.

Direitos autorais: arquivo pessoal.


O esforço e dedicação de todos a ajudaram, e ela mostrou-se incrivelmente orgulhosa de concluir seus estudos. No outono, frequentará uma faculdade comunitária, onde planeja sua futura carreira. Odalis quer entrar no mercado imobiliário, além de ser enfermeira de UTI neonatal, já que teve contato com isso no início da gravidez e descobriu que pode ser sua vocação.

Ela finaliza seu relato aconselhando as pessoas sobre sua experiência nos últimos três anos. Disse que, apesar de tudo, o importante é continuar, porque isso é o necessário a fazer para melhorar a si mesma!

Vovó de 94 anos corre de 7 a 12 km por dia! “Tem gente que me olha e comenta: não vai aguentar!”

Artigo Anterior

Mãe decide contar sobre câncer terminal ao filho de 6 anos. “Ele é corajoso e vai ficar bem”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.