Família

Pais e avós: casal adota uma adolescente e seu filho e estreiam dois papéis ao mesmo tempo

Pais e avos casal adota uma adolescente

A atitude do casal deu a duas pessoas um lar para sempre!



A adoção é vista por muitas pessoas como a melhor maneira de aumentar a família e ao mesmo tempo oferecer a pessoas que cresceram sem conhecer a sensação de ter um lar a oportunidade única de ter uma família de verdade.

Susana Cantarelli e Lionel Aguiar são um casal argentino que tem uma história muito legal com a adoção, fato que lhes permitiu mudar a vida de duas pessoas que precisavam de uma família.

Conforme contado em uma matéria do site Clarín, o casal viu um anúncio de adoção que procurava um lar para uma adolescente e seu filho. O que ele sabia sobre a adolescente na época era que ela tinha muita vontade de crescer na vida, mas seria muito difícil sem ninguém para ajudá-la com o seu filho.


Os argentinos ficaram tocados com a realidade da jovem e se empolgaram com a oportunidade de ajudar na educação de duas pessoas, então quiseram tentar. Com a pandemia, a aproximação não pode ser tão rápida quanto eles gostariam, mas a mudança acabou dando certo, e pouco a pouco os quatro foram aprendendo a conviver juntos, como pai, mãe, filha e neto.

Susana contou que para eles essa adaptação foi bastante complexa, já que ao mesmo tempo que precisava apoiar a filha em seu papel de mãe, também precisava exercer a própria função.

Para a jovem, também tem sido um processo diferente, em que está aprendendo a receber o aconselhamento que nunca teve. Atualmente a família ainda está se adaptando, mas todos têm as melhores intenções, especialmente Susana e Lionel, que têm grandes planos para a filha e o neto.

A mulher contou que o grande objetivo dela e do marido é que a filha consiga ter a vida de uma adolescente normal, na medida do possível, com grupos sociais, momentos de lazer e de conexão com coisas que considera importantes. Para o bebê, o casal também tem muitos planos, especialmente que ele entenda que tem um lar e que sempre será apoiado.


A rotina do casal com certeza mudou muito a partir do momento que mãe e filho entraram em sua vida, e apenas estar dispostos a aceitar essa nova realidade já é uma prova do seu caráter e bom coração.

A maioria das pessoas fugiria de uma responsabilidade tão grande quanto essa, mas Susana e Lionel mostraram que seu interesse em uma família não é apenas para satisfazer as expectativas da sociedade, mas de criar laços profundos e verdadeiros com os filhos, passando-lhes a segurança de que terão uma família de verdade e grandes oportunidades.

Susana é uma grande incentivadora da maternidade, explicando que o importante é se abrir para as possibilidades e reconhecer que o desejo de fazer dar certo deve ser sempre mais forte do que os medos.

A mulher deixa claro que existem muitos estereótipos e preconceitos em relação à adoção, mas reforçando que o que deve ser levado em consideração não é isso, mas sim todas as mudanças que podem ser feitas na vida dessas pessoas.


Sobre um dos maiores medos dos pais adotivos, se serão capazes de amar os filhos como se fossem do mesmo sangue, a mulher deixou claro que esse é um vínculo que muitas vezes não desperta amor à primeira vista, que o sentimento precisa ser construído dia após dia, mas que se trata de uma experiência maravilhosa.

Parabenizamos esse casal por sua atitude tão inspiradora e desejamos que consiga construir uma vida de muita felicidade ao lado da filha e do neto.

Beth Goulart compartilha foto em abraço caloroso com os pais: ”Minha vida’’

Artigo Anterior

O novo teto solar da Tesla será tão barato quanto um telhado de telha

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.