De que adianta a sua fé, se você não ajuda quem precisa?

De que adiante a sua fé se você não ajudar a quem precisa

Dê um prato de comida a quem passa fome, distribua palavras de consolo e abraços apertados. Sua fé deve se manifestar através de boas atitudes.



De que forma você tem demonstrado a sua fé em Deus? Aqui não estou questionando com que frequência você tem ido à igreja ou quantas vezes por dia tem orado, mas sim como tem colocado em prática a sua devoção.

A sua fé não é algo que deve ser exaltado aos quatro cantos como um troféu, ela habita no silêncio da sua alma e deve se manifestar por meio das suas atitudes, nos esforços que você deve fazer pelo bem daquelas pessoas que precisam de algum tipo de ajuda.

Jesus Cristo, nosso Salvador, foi o maior exemplo de fé que já existiu, Ele sempre teve fé em nós, inclusive os pecadores. Ele nunca deixou de acreditar que até mesmo no peito de uma pessoa entregue às tentações bate um coração que suplica Sua misericórdia. Acima de tudo, Jesus Cristo fazia o bem.


Ajudar o próximo é a maior prova de amor ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Quem faz o bem partilha da compaixão de Cristo e se aproxima do nosso Deus.

De nada adianta a sua fé, se você não quer tocar o coração das pessoas. Todos os dias você tem a oportunidade de mudar positivamente a vida de alguém, é só prestar atenção em quem está à sua volta. Há sempre alguém precisando de uma palavra amiga, num momento de dúvida, ou de um abraço apertado, enquanto enfrenta uma depressão. E, infelizmente, a cada esquina também pode haver alguém sem teto, precisando de um prato de comida…

Na sua cidade, no seu bairro ou até mesmo na sua rua, deve haver alguma instituição de caridade precisando de doações para cuidar dos idosos que ali vivem, das crianças, das pessoas com deficiência.

Se você tem mesmo fé, por que até agora não fez a sua parte? Por que ainda não se propôs a ajudar alguém?


Como disse Tiago em uma das mais fortes passagens da Bíblia: “A fé, por si só, se não for acompanhada de obras, está morta.” (2:17)

De que adianta, meus caros irmãos, alguém proclamar sua fé, se não tem obras? Acaso essa fé pode salvá-lo? Se um irmão ou uma irmã estiverem necessitados de roupa e passando privação do alimento de cada dia, e qualquer dentre vós lhes disser: “Ide em paz, aquecei-vos e comei até satisfazer-vos”, porém sem lhe dar alguma ajuda concreta, de que adianta isso? (2:14,16)

Aqui Tiago nos convida a refletir sobre a utilidade de uma fé não praticada em prol das pessoas que estão perdidas, sozinhas, precisando de algum tipo de apoio.

Ele nos provoca a nos dar conta do quão mesquinha e hipócrita é uma pessoa que se enche de orgulho ao falar para os outros que vive pela fé, mas vira as costas para um mendigo, não deseja um “bom dia” para o porteiro e se acha melhor do que todo mundo.


A fé sem ação não basta, ela pode nos dar a ilusão de que estamos no caminho certo, orgulhando nosso Criador, mas se não se manifesta na prática, de nada adianta!

Assim como Jesus Cristo nos ensinou, devemos ser solidários, preocupar-nos com o bem do outro e entender que nada, nem mesmo a fé, nos assegura a salvação, se não fizermos por merecê-la.

Portanto coloque a mão na consciência, reavalie se você é mesmo fiel a Deus e aos Seus preceitos. Arregace as mangas e permita-se mudar a vida das pessoas através da sua boa vontade, nunca é tarde para aprender e passar a ser uma pessoa mais caridosa.

Nosso Senhor conta com a sua ajuda para tornar o mundo melhor.


 

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.

Se acabou, é porque não era para ser. Quem ama não desiste de fazer o outro feliz!

Artigo Anterior

Se tiver de escolher entre um amor abusivo e a sua liberdade, escolha ser livre

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.