E a tal da gratidão, hein?

5min. de leitura

Um dia eu me perguntei o que estava tão errado para o que eu mais queria que desse certo, desse errado. Na verdade, não era exatamente dar errado, mas ficar estático – o que de certa forma, num mundo dinâmico, era dar errado.



Sabe quando você se pergunta: “o que será que eu estou fazendo de errado com a minha vida?“.

Então, eu resolvi investigar a fundo. Com toda minha experiência das partidas de Detetive e C.S.I. – brincadeiras à parte -, fui ver realmente onde estava o problema. E para minha maior alegria e decepção eu descobri que o problema era eu.

Decepção, porque convenhamos que não é legal quando você descobre que você é parte do problema e não da solução. E alegria, porque se,afinal, o problema era eu, eu poderia mudar isso!


Ok, mas como? Por onde começar?

Bom, eu descobri que eu era parte do problema, porque eu estava atraindo aquilo para minha vida. Eu só reclamava de tudo que eu não gostava e achava que ok o que estava dando certo. Dar certo na minha visão era uma obrigação e dar errado era motivo de chateação e reclamação.

Dá para perceber o que faltava para que as coisas realmente dessem certo?
 
Faltava gratidão. Gratidão é uma palavra que está na moda, talvez porque elas nos faça perceber a diferença entre um obrigada no automático e uma gratidão do fundo da sua alma. Mas, no final, o que realmente importa é como você se sente em relação àquilo que você agradece.


Pouco importa se você diz obrigada, gratidão, grata, muito obrigada. Nada disso é real ou verdadeiro se você não sente.

Por outro lado, você pode dizer shringles ou nadadivalgo ou whatsupfulless, se no fundo da sua alma você sente gratidão!

Gratidão é um estado de espírito, na qual você se sente verdadeiramente abençoado por aquilo que recebe. Tudo mesmo que você recebe não é “normal” ou uma “obrigação” do universo em te dar. É uma bênção, que, se você não valoriza, você perde. Afinal, se você não agradece, você não valoriza. Se não valoriza, não se importa. Se não se importa, por que receber? E então, o universo pára de te dar.

É dessa forma que quando as coisas estão ruins e reclamamos, elas ficam pior. Sim, nós somos capazes de atrair o pior para nós.

É assim que cada ato nosso de ingratidão contribui para nos colocar mais próximo da escassez, para que recebamos cada vez menos do que esperamos e simplesmente não sabemos por que.

O segredo está em agradecer de coração aberto tudo que nos é dado. E muito mais nos será dado. O maior desafio, sem dúvida, está em agradecer as adversidades, mas é possível afinar nossa percepção. 

Agradecer por estar sem dinheiro ou doente ou a beira de um divórcio pode parecer uma loucura. mas, na verdade é falta de percepção. Quando percebemos que até mesmo tudo de ruim tem seu lado bom, começamos a compreender a gratidão e tudo que ela atrai de positivo.

Estar sem dinheiro no momento ajuda você a dar mais valor ao que tem, percebendo que cada moeda, cada desconto, cada presente são bênçãos em sua vida; estar sem saúde ajuda você a perceber o quanto respirar, comer ou caminhar não são absolutos, mas que são algo maravilhoso que você ganha todos os dias e não agradece; estar a beira de um divórcio te faz refletir melhor sobre a forma que cultiva os seus relacionamentos, o que aprende com eles e como agradece por isso.

Agradecer é a mágica que transforma nossa vida. 
 
Pelo que você agradece hoje?

*Texto originalmente publicado na minha Newsletter. Para receber textos como esse em primeira-mão, assine a minha lista VIP e sinta-se parte. 😉

Via: Blog Priscila Roma

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

* Matéria atualizada em 22/03/2015 às 5:02






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.