8min. de leitura

3 coisas que não te contaram sobre a lei da atração:

“Existem apenas dois tipos de pessoas. Aquelas que acreditam que são uma vítima do mundo e aquelas que entendem que elas são o mundo.” – Alan Watts



Muitas pessoas não têm consciência de quão poderosas realmente são e, mesmo que estejam conscientes do conceito, não têm ideia de onde começar ou de como criar a vida que merecem. Muitas vezes, ficamos presos em padrões de pensamentos repetitivos. Um ciclo de negatividade que tem sido conectado em nossos cérebros; manifestando a ideia de que tudo no mundo está acontecendo conosco, ao invés de criarmos um mundo onde tudo acontece para nós.

Tomemos os milagres como exemplo. É fácil acreditar que quando um evento milagroso ou inexplicável ocorre, não é nada mais do que um ato aleatório. Isso, porque estamos conectados para responder ao externo. Reagimos a um evento como um acontecimento externo, ao invés de assumirmos a responsabilidade por nossa própria manifestação criativa.

Um estudo conduzido por Richard Davidson, renomado neurocientista da Universidade de Wisconsin, descobriu que nossos pensamentos têm consistentemente um impacto direto em nossas situações diárias, à medida que manifestamos as ideias que escolhemos visualizar e manter nossa atenção. Afirmando a filosofia espiritual há muito conhecida, que somos participantes perpétuos e co-criadores, de nossa própria realidade cotidiana.


Davidson colaborou com o Dalai Lama do Tibete, que forneceu oito monges budistas (alguns de seus meditadores mais bem-sucedidos) para participar do exame eletroencefalograma e ressonância magnética.

Ao longo dos testes, cada monge foi convidado a se concentrar em um assunto específico, como a compaixão, alegria ou felicidade. Os resultados foram mais do que os cientistas jamais poderiam imaginar; confirmando que dependendo de onde você foca sua atenção, mudará fisicamente a existência, a direção e o comportamento das partículas subatômicas em nosso cérebro.


O eletroencefalograma gravou ondas gama extremamente poderosas no lobo frontal, deixando os cientistas perplexos e espantados. Será que nossos pensamentos realmente criam nossa própria realidade? Dr. Joe Dispenza pensa assim, ele observa que os monges no estudo estavam altamente realizados com 40.000 horas de meditação focada, concentrando-se em um pensamento único. “Esses monges estavam meditando há 40 anos. Cada um tinha dominado o que foi apelidado de arte da observação, o que é, de acordo com a Ciência, simplesmente prestar atenção!”

Por que isso é tão importante?

O ser humano médio perde a sua atenção de 6 a 10 vezes por minuto, e quando estamos em falta de habilidades de concentração, sub partículas atômicas não prestam atenção às nossas mentes.

Portanto, essencialmente, quanto mais longo seu tempo de atenção e foco, mais você aumenta sua capacidade de manifestação. Em suma, a fim de fazermos a Lei da Atração funcionar para nós, precisamos entender como a nossa mente e corpo se relacionam um com o outro, e o que exatamente precisamos fazer para que nossos pensamentos possam se tornar a realidade que escolhemos.

Aqui estão as ordens:

1.Comece a fazer novas conexões

Fazemos novas conexões em nossos cérebros pelo conhecimento adquirido através de informações, filosofia e estudo. Cada vez que nos envolvemos na aprendizagem, criamos uma nova conexão neurológica. A memória sustenta a conexão, e por repetição, os neurônios mantêm a ciência de despertar o relacionamento.

A Lei da Atração funciona então da mesma maneira. Se todos os dias, durante duas semanas, você passou duas horas em meditação com foco em um único pensamento, como a melhor versão de si mesmo, então treinou seu cérebro e o colocou esse pensamento na memória.

Ao ensaiar esta versão final de si mesmo, o cérebro irá registrar esse pensamento, e o lobo frontal irá capturá-lo, registrando-o em seu banco de memória, projetando a pessoa que você vai se tornar no futuro.


2.Reprograme seu cérebro

A cada momento, os cinco sentidos estão pegando informações e enviando uma onda de dados de volta para o cérebro, através dos cinco caminhos. Os neurônios no cérebro, em seguida, acionam os neurotransmissores, que nos dão emoções e sentimentos com base nesses cinco caminhos de informação.

Está provado que cada vez que você tem um pensamento positivo ou negativo, faz um produto químico e cria uma reação química dentro do corpo. Porque sentimentos e emoções são o fim do produto de qualquer experiência, real ou imaginada; quando não estamos experimentando qualquer novo pensamento, continuamos a nos sentir da mesma maneira.

Quanto mais nos apegarmos a um pensamento, mais manteremos a probabilidade de sua manifestação futura, seja negativa ou positiva. Se estamos aferrando-nos a formas de pensamento negativo, podemos quebrar essas formas de pensamento através da introdução de pensamentos novos e positivos que irão alterar a química do corpo.

No entanto, o corpo não gosta do deslocamento e falta do produto químico, e envia um sinal para o cérebro. É por isso que é tão difícil quebrar padrões de pensamento negativo, e continuamos a viver com base em vícios passados.

Assim, é através do nosso próprio pensamento que podemos mudar a química em nossos corpos, permitindo-nos quebrar esses vícios emocionais e nos libertar de repetir os mesmos ciclos negativos.


3.Certifique-se de que seu corpo está servindo sua mente

Para manifestarmos nossa própria realidade precisamos remover nossa programação automática e reconectar-mos, para que nossos corpos se tornem servos de nossas mentes.

Por exemplo, “quando você está se sentindo inseguro, começa a pensar da maneira em que está sentindo. Então, começa a se sentir da maneira como pensa, e os sentimentos se tornam o meio de pensar. Quando isso ocorre, a mente fica imersa no corpo, e você começa a pensar como um corpo e não como uma mente; torna-se seu estado de ser.” – Dr. Joe Dispenza

Nessa situação, você não pode pensar em nada além da maneira como se sente, e se você está se sentindo mal, está pensando mal. Quando podemos romper esse laço de pensamento e sentimento, podemos então começar a pensar como uma mente, tornando-nos um ser consciente e nos elevando, para nos tornarmos os criadores de nossas próprias vidas.

Em conclusão, quando você mudar seus pensamentos, vai mudar sua vida.

____

Traduzido pela equipe de O Segredo – Fonte: The Spirit Science

Você sabia que O Amor está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.