Ciência prova que grupos de meditação mudam, literalmente, o mundo!

3min. de leitura

Não muito é verdadeiramente entendido sobre física quântica, mas de uma coisa a ciência tem pelo menos um pouco certeza: a meditação tem resultados quânticos tanto para o praticante quanto para o mundo.



Em 1978, os pesquisadores descobriram o que chamam de Efeito Maharishi. Eles descobriram isso quando um grupo de meditação de 7.000 pessoas se juntaram em um lugar e todas meditaram com a intenção de causar um efeito positivo sobre a cidade. Eles fizeram isso por 3 semanas. Os resultados desse grupo de meditação mostrou-se nas taxas de crimes, atos de violência e morte. Houve uma redução média em todos os três de 16%. Impressionante!

Desde então, mais de 50 estudos têm sido realizados sobre o efeito Maharishi com resultados variados. A maioria dos estudos indica o poder da meditação de transformar a vida e os padrões globais.

Quando o estudo foi repetido em Gales, eles conseguiram resultados surpreendentes. Em 1987, Merseyside teve a terceira maior taxa de criminalidade das onze maiores Áreas Metropolitanas na Inglaterra e no País de Gales; em 1992 ela teve a menor taxa de criminalidade. 40% abaixo dos níveis previstos pelo comportamento anterior da série. Houveram 255.000 menos crimes em Merseyside entre 1988-1992 do que o esperado.”


Estes resultados são verdadeiramente incríveis. É maravilhoso ver que a meditação tem um efeito tão profundo. Para somar a este pensamento, David Edwards, professor de governo na Universidade do Texas em Austin diz:

“Acho que a reivindicação pode ser feita de forma plausível que o impacto potencial desta pesquisa excede a de qualquer outro programa de investigação social ou psicológico contínuo. Ele sobreviveu a uma gama mais ampla de testes estatísticos do que a maioria das pesquisas no campo da resolução de conflitos.”

 


___

Traduzido pela equipe de O Segredo

Fonte: Higher Perspectives

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.