Desapego

6min. de leitura

Já escrevi alguns textos sobre a mudança de nosso padrão vibratório, sobre a necessidade de moderação na boca, da importância de não deduzir, do estrago que o medo faz em nossas vidas, de como nos tornamos pequenos quando julgamos as atitudes das outras pessoas, sobre o conceito de cada um a respeito da decepção, mas até hoje não falei do óbvio: o DESAPEGO. Talvez porque o óbvio sempre nos passe despercebido…
Provavelmente este conceito, viver em desapego, é o mais importante quando queremos mudar de vida. Sempre ansiamos mudar, mas esquecemos de deixar para trás o que não nos serve mais. É tão importante e necessário, porém é um dos aspectos mais difíceis de ser aplicado.



Eu tinha uma posição equivocada sobre o que realmente significa desapego. Achava que tinha que me desfazer de tudo que era material e ficar pensando e me dedicando exclusivamente à parte espiritual. Errado. Isso é coisa de profeta, de quem ainda não percebeu que somos 50% humanos e 50% essência, ou espírito, como queiram. Espírito é o que somos, humanos é o que estamos.

Isso posto significa dizer que não se pode viver em extremos. Nem tanto desapego e nem muito apego. Desapego pode ser achar que a vida acontece por obra de um deus. Que cabe a ele nos permitir tudo e, portanto, que ele determina o que acontece conosco. Assim não precisamos lutar, podemos ficar sentados, ou em depressão, esperando que ele nos cure.
Errado.
Este deus é invenção de religiões que só buscam manipular a mente das pessoas.

O outro lado, o apego, é complicado também, porque passamos a viver para a matéria e com o dinheiro. Tudo em função dele e cada atitude para ele.
Já escrevi que o dinheiro tem uma velocidade desproporcional à nossa, quanto mais corremos atrás dele, mais veloz ele fica e permanece à nossa frente. Já descobri que ele é consequência de boa conduta, bons produtos e boas atitudes. Não se acumula dinheiro indo atrás dele a qualquer custo ou prejudicando concorrentes e empresas que atuam no mesmo ramo. Poderemos até obter alguns bons resultados, mas não ficaremos com ele. A forma de conseguir bens e sucesso é equivocada… O que está fora dos padrões vibratórios do Universo é efêmero.


desapegoMuitas pessoas querem mudar de vida, mudam até de cidade, mas continuam levando eles mesmos consigo. Mudar de vida não significa mudar de local de viver, significa vibrar em outra frequência, eliminar maus conceitos e substituí-los por outros mais adequados para cada um de nós. Isso é um evento individual e particular.

Portanto, realizar meu desapego significa dizer que me CENTRO. Tudo na vida é direcionado ao equilíbrio e depende da maneira como aplico os meus conceitos diariamente. A vida é Causa e Efeito. Faço e recebo de volta. Por isso que discuto muito com as pessoas acerca de um deus que faz tudo. Mas isso não é verdade. Somos nós, com nossas atitudes, os responsáveis pelas nossas colheitas. Algumas colheitas, principalmente as que não conseguimos entender, são os nossos karmas, vindos de vidas passadas e que precisamos aprender a aceitar para que eles sejam eliminados. Lutar contra eles significa prolongá-los em nossos dias.

Tudo o que mais se repete de desagradável, doloroso até, em nossas vidas, repito, é karma. Claro que esta regra tem exceções, mas é um grande indício para sabermos entender o que está acontecendo ao nosso redor. As pessoas são reencontros. Raros os que são novas amizades e relacionamentos desta vida. A maioria dos nossos familiares é karma. Resgate mesmo. E, para ficar tudo mais brando, existe o amor nas relações familiares. O Universo é muito sábio.


O apego pode ser entendido como matéria e carência. O desapego em sua plenitude é a falta de entendimento real do que estamos fazendo neste planeta. É desconhecermos que o processo evolutivo acontece vida após vida. Que cada signo tem, em seu bojo, um pouco do aprendizado que a essência precisa vivenciar. Passaremos por todos eles. Quer admitamos ou não. Aceitar isso como uma verdade torna o entendimento da vida mais fácil. Sem dogmas, sem contos que mais parecem de fadas, e sem temas e assuntos inexplicáveis.
Finalmente, o desapego significa o inicio de nossa liberdade. O fim de nossa prisão de valores e a oportunidade de nos tornarmos efetivamente sabedores de que somos os senhores de nossos destinos.

Sei que nos veremos.
Beijo na alma

Por Saul Brandalise Jr.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.