Mensagem de ReflexãoMensagens

Organize sua vida!

Como é bom quando vamos procurar algum documento e o encontramos rapidamente.



Ou quando abrimos nosso roupeiro e tudo está em ordem…

Mantermos nossos utensílios, roupas e documentos de maneira organizada facilitam nosso dia-a-dia além de encher nossa casa de harmonia.

Organizar nossa casa nos faz um bem enorme!


Certamente não se trata apenas de um benefício no nível físico, mas manter nossa vida organizada traz benefícios mental, espiritual e sentimental! Uma revolução!

Retirar dos armários tudo o que não nos serve é retirarmos da nossa vida um peso enorme. É nos libertarmos do que não queremos mais, é abrir espaço para o novo!

Então por que não fazemos essa limpeza nos nossos sentimentos?

Por que não separamos tudo o que não nos serve mais, tudo o que não nos faz bem e simplesmente jogamos fora, simplesmente tiramos da nossa vida?


Como se arruma um roupeiro? Primeiramente separamos as roupas de inverno e as de verão, depois separamos as camisas das camisetas, as bermudas das calças… É assim certo?

Então também podemos fazer essa separação nos nossos sentimentos: isso eu não quero mais sentir, isso eu ainda quero…
E assim irmos nos libertando e jogando fora toda aquela bagagem que não cabe mais na nossa vida atual, mas que teimamos em guardar com medo de um dia ter que voltar a usar. Besteira!

Organize suas emoções e conseqüentemente sua vida será muito mais organizada.


O primeiro passo para organizar nossas emoções é nos conhecermos: conhecer nossos defeitos e nossas qualidades, de maneira sincera e íntima. Este autoconhecimento nos permite enxergar melhor quais pontos dentro de nós precisam ser melhorados e em quais pontos podemos extravasar. Tenha cuidado: como seres em evolução, conhecer nossos defeitos nos força a evoluirmos e melhorarmos. Nada de dizer sou assim e pronto. Se este pensamento vier na sua cabeça tenha consciência de que o comodismo deve ser jogado fora da sua vida.

e2e0376192e11829d472bf1d322b26084b41c288Depois de termos conhecimento de nossos defeitos e qualidades teremos capacidade de observar como reagimos a partir das ações e reações das outras. De que maneira as ações e reações dos outros mexem comigo? Esta deve ser a pergunta nesta etapa. A resposta nos mostrará como nossos sentimentos nos cegam e nos imobilizam, sem perceber já estamos ficando desanimados, tristes, irritados por motivos que não nossos e certamente estes sentimentos que virão à tona deverão ser colocados na caixa que será jogada fora.

Tendo conhecimento de como os acontecimentos do dia-a-dia mexem conosco fica mais fácil nos mantermos focados e motivados na busca das nossas metas, e conseqüente deixando nossa vida fluir na correnteza do que planejamos e planejamento é organização!

Ficarmos em posição de observador das nossas emoções estamos sendo organizados. E… Conhecendo nossas emoções fica mais fácil entender as emoções e reações das pessoas que convivem conosco. Entendendo as emoções e reações das outras pessoas fica mais fácil a convivência, a tolerância, a empatia…


Tudo fica mais simples e tranqüilo. Olhando as emoções das pessoas com o olhar de observador e não mais como parte do ato, contribui para formação de parceiras, sociedades e trabalho em equipe. Certamente será possível fazer com que seus colegas de trabalho, seus amigos e familiares colaborem mais com você e para se ter o cuidado de como uma decisão sua irá causar uma determinada reação e emoção na outra pessoa, basta se colocar no lugar daquela pessoa, uma vez que você já conhece quais são as emoções e reações dela.

Quanto mais conhecermos nossas emoções e conseguirmos organizá-las em “gavetas” de prioridades e importância certamente teremos um dia-a-dia mais tranqüilo e mais propenso ao sucesso nas nossas relações com as pessoas que amamos.
As pessoas desorganizadas apagam incêndios, as pessoas organizadas vivem na tranqüilidade!


O desgosto ao pagar contas

Artigo Anterior

O que fazer com as mentirinhas?

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.