Mensagem de Reflexão

Quando a tristeza ataca: 3 formas conscientes de enfrentar a dor

bear

Há um velho ditado do caçador que diz:



“Alguns dias você pega o urso. Alguns dias o urso pega você.”

Existem regras quando se trata de ursos pardos. Se você invadir seu território ou chegar perto de seus filhotes, eles vão atacar. Infelizmente, os seres humanos, por vezes acabam diretamente em seu caminho, mesmo sem saber.

Assim como o urso, as suas tristezas, a sua dor e seu sofrimento também podem atacar quando você menos espera. Você sofre por uma separação repentina, a perda de um emprego, ou uma briga com um amigo. De repente, velhas feridas do passado perseguem você em uma base diária. Você pode lutar contra esses sentimentos, quer por persistentemente repetir os eventos em sua cabeça ou tentando fugir de sua agonia como se nunca tivesse acontecido. No entanto, as dores da alma que você revive continuamente irão mantê-lo preso em discórdia e confusão, impedindo-o de viver sua vida ao máximo e percebendo a sua essência.


Sem título-1

Se você tem se mantido na tristeza de sentimentos dolorosos, revivendo as feridas de relacionamentos anteriores, ou fugindo da dor emocional, física e espiritual do desapontamento amargo, é hora de lidar com a dor como se fosse encarar um urso, com coragem, bondade e inteligência.

REGRA 1: Não corra

Um urso pardo pode correr mais rápido que 30 quilômetros por hora, então as chances são de que você não pode correr mais que o urso. Fugir de um problema incômodo, desligando seus sentimentos, ou entorpecendo sua tristeza com outros vícios, irá alcançar você, mais cedo ou mais tarde. Quando o fizer, sua evasão só vai piorar a situação. Assim como você não pode correr mais que um urso pardo, você não pode correr mais que o seu desgosto. Sua energia vibracional é melhor gasta enfrentando sua tristeza, não tente escapar.


REGRA 2: Desapegue 

Se um urso pardo o enfrenta, a resistência é inútil. Sua única opção é aceitar o que está acontecendo. Deite-se, fique quieto, não se mova. Da mesma forma, quando você está no meio de sua turbulência, fique no chão e sinta o que você está sentindo. Como poderosas garras de um urso, decepções da vida e retrocessos podem ser excruciantes, mas se você deixar a mágoa lavar através de você e aceitar que o sofrimento é uma parte da vida, as feridas vão ser mais manejáveis no longo prazo. Quando você se render e parar de bater-se, habitando no passado, ou tentando dominar sua miséria, o processo de cura começa.

REGRA 3: Permaneça imóvel 

Uma vez que o urso recua, fique quieto e imóvel. Ursos, muitas vezes, assistem a uma certa distância e voltam se eles verem movimentos. A tristeza pode fazer a mesma coisa. Podemos pensar que estamos perfeitamente bem e podemos retomar a nossa rotina normal, sem ninguém saber nossa angústia, porém fingindo que está tudo bem quando você não está só faz o desconforto voltar mais forte do que nunca. É importante abrir espaço para quietude e espaço durante tempos difíceis assim você é capaz de experimentar tudo o que você precisa sentir. Seus instintos lhe dirão quando você estiver pronto para seguir em frente.


Enfrentando corajosamente a dor pode parecer assustador à primeira vista. Mas quando você permite que as tristezas de seu passado e presente fluam através de você, a dor libera sua aderência e você está livre para viver a sua maior expressão.

Alguns dias você vai realmente pegar o urso, mas o urso não precisa pegar você.

Fonte: panachedesai.com Via: Despertando Deuses


Mantra para ativar a prosperidade no seu dna

Artigo Anterior

12 coisas que você não aprendeu na escola sobre pensamento criativo

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.