Top 10 – frases – fernando pessoa

3min. de leitura

1 – A liberdade é a possibilidade do isolamento.



Se te é impossível viver só, nasceste escravo.

2 – Adoramos a perfeição, porque não a podemos ter; repugna-la-íamos se a tivéssemos.

O perfeito é o desumano porque o humano é imperfeito.


3 – Matar o sonho é matarmo-nos. É mutilar a nossa alma.

O sonho é o que temos de realmente nosso, de impenetravelmente e inexpugnavelmente nosso.

4 – Ver muito lucidamente prejudica o sentir demasiado.


E os gregos viam muito lucidamente, por isso pouco sentiam.

Daí a sua perfeita execução da obra de arte.

5 – A renúncia é a libertação. Não querer é poder.

6 – Para realizar um sonho é preciso esquecê-lo, distrair dele a atenção. Por isso realizar é não realizar.

7 – De sonhar ninguém se cansa, porque sonhar é esquecer, e esquecer não pesa e é um sono sem sonhos em que estamos despertos.

8 – Tudo que existe existe talvez porque outra coisa existe. Nada é, tudo coexiste: talvez assim seja certo..

9 –  Tudo que se passa no onde vivemos é em nós que se passa.

Tudo que cessa no que vemos é em nós que cessa.

10 – É preciso ser um realista para descobrir a realidade.

É preciso ser um romântico para criá-la.

_______________________________

fernandopessoa

Fernando António Nogueira Pessoa (Lisboa, 13 de Junho de 1888 — Lisboa, 30 de Novembro de 1935), mais conhecido como Fernando Pessoa, foi um poeta, filósofo e escritor português.

Fernando Pessoa é o mais universal poeta português. Por ter sido educado na África do Sul, numa escola católica irlandesa, chegou a ter maior familiaridade com o idioma inglês do que com o português ao escrever seus primeiros poemas nesse idioma. O crítico literário Harold Bloom considerou Pessoa como “Whitman renascido”, e o incluiu no seu cânone entre os 26 melhores escritores da civilização ocidental, não apenas da literatura portuguesa mas também da inglesa.

Das quatro obras que publicou em vida, três são na língua inglesa. Fernando Pessoa traduziu várias obras em inglês (e.g., de Shakespeare e Edgar Poe) para o português, e obras portuguesas (nomeadamente de António Botto6 e Almada Negreiros) para o inglês.

Enquanto poeta, escreveu sob múltiplas personalidades – heterónimos, como Ricardo Reis, Álvaro de Campos e Alberto Caeiro –, sendo estes últimos objeto da maior parte dos estudos sobre a sua vida e obra. Robert Hass, poeta americano, diz: “outros modernistas como Yeats, Pound, Elliot inventaram máscaras pelas quais falavam ocasionalmente… Pessoa inventava poetas inteiros.”

Fonte: Wikipedia

frase-ser-feliz-e-deixar-de-ser-vitima-dos-problemas-e-se-tornar-um-autor-da-propria-historia-e-fernando-pessoa-100582

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.