Esta sou eu aos 40, sem tempo a perder e com ainda mais sede de viver e amar

4min. de leitura

A vida aos 40 anos também pode marcar o início de nova etapa de recomeços, amores e experiências na vida de uma mulher.



Em um mundo cada vez mais globalizado e moderno como o nosso, não faz mais sentido as mulheres pensarem que uma idade tão maravilhosa quanto os 40 anos é sinônimo de problema. Tudo bem, nem tudo é perfeito. Algumas pessoas da nossa sociedade ainda são apegadas a conceitos retrógrados, àquelas velhas e preconceituosas ideias de que uma mulher que passou dos 30 já deve se preocupar em diminuir o ritmo.

Mas também já avançamos muito. Os 40 anos de mulher são sinônimo, claro, de toda a sua experiência, sua trajetória de vida mas, para além disso, é no máximo mais um número.

Estas quatro décadas muito bem vividas não delimitam o prazo máximo para uma mulher correr atrás dos seus sonhos, recomeçar e procurar, por exemplo, um novo amor.

Nenhuma delas deve pensar que, ao chegar a essa idade, deve abrir mão do romance, das paqueras, das aventuras românticas.


Já ter vivido tanto não quer dizer que uma mulher deve “pendurar a chuteira” e parar de ser feliz. Ter acumulado tamanha experiência só é um sinal do quão experiente e preparada ela está para lidar com os impasses da vida.

Se uma mulher quiser namorar aos 40 anos, ela deve namorar. Se for alguém mais jovem do que ela, também não há problema. Se quiser se casar pela primeira, segunda ou terceira vez, ela também deve se casar.

A única coisa que uma “quarentona” experiente, dona de si, não deve fazer é perder tempo, deixando abrindo mão do que tem vontade por se importar demais com o que os outros pensarão sobre a sua vida. Afinal se uma mulher trabalha, é independente, vive à custa do próprio dinheiro, qual a necessidade de levar em conta a aprovação dos outros? Simplesmente não há.


Nunca é tarde para uma mulher viver do jeito que achar certo, e nenhuma delas deve aceitar que tentem forçá-la a aceitar o contrário.

Nesta nova fase, ela pode perfeitamente deixar o trabalho onde é explorada, afastar-se do marido abusador e da família tóxica, e tomar muitas outras atitudes. Ficar estagnada, achando que uma idade a define, não faz o menor sentido. Essa é uma ideia que foi difundida há muito tempo e que não deve, em hipótese alguma, continuar existindo.

Por isso a você, mulher, tomo a liberdade de aconselhar: empodere-se! Busque estar ao lado de quem a apoia e estimula a ser sua melhor versão enquanto você aproveita a vida.

No fundo, quem tanto critica as mulheres de 40 anos é porque tem inveja da sede de viver que a grande maioria delas tem.

Portanto seja você mesma e faça o que você quiser onde, quando e com quem você quiser.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.