Notícias

BBB 22: Após ser expulsa, Maria ficou aflita com rejeição e saiu com segurança

Apos ser expulsa Maria ficou aflita com rejeicao e saiu com seguranca

Maria deixou o BBB 22 escoltada por um segurança e desesperada sobre sua rejeição.

A agressividade que a fez ser expulsa ficou dentro da casa do reality. Ao saber da decisão da Globo em desclassificá-la depois do Jogo da Discórdia desta segunda (14), a atriz chorou bastante. Maria não ofereceu nenhuma resistência à produção do reality e saiu da casa muito triste e decepcionada.

A atriz se mostrou bastante preocupada com a sua imagem e perguntou se estava sendo rejeitada pelos telespectadores. Maria citou, inclusive, o que aconteceu com Karol Conká na edição passada. Seu grande medo era estar cancelada aqui do lado de fora.

Apesar de morar no Rio de Janeiro, Maria foi levada pela produção para um hotel na Barra da Tijuca. Foi lá que os participantes ficaram confinados antes de entrarem no BBB 22. A atriz, que interpretou a Verena em Amor de Mãe, foi escoltada por seguranças da Globo, o que costuma ser de praxe entre participantes envolvidos em algum tipo de polêmica.

Como Maria se mostrou muito atordoada com o fim de sua participação no reality, a Globo ainda não decidiu se ela vai ou não participar de algum programa para falar sobre o que aconteceu.

Nenhum outro participante expulso teve espaço na emissora para se explicar, mas o diretor J.B. de Oliveira, o Boninho, que não queria a saída da artista, está brigando para ela ter um tratamento diferenciado, assim como aconteceu com Lucas Penteado em 2021.

Pressão de patrocinadores

Maria foi expulsa após ter agredido Natália Deodato no Jogo da Discórdia na noite da última segunda-feira (14). Engana-se quem pensa que a decisão se deu somente por conta da agressão. Ela só foi tirada pela direção do reality show após Boninho ser extremamente pressionado pelos patrocinadores do programa que, por sua vez, foram colocados contra a parede pelos telespectadores.

Desde cedo, equipes de algumas marcas procuraram o departamento comercial da emissora para pedir o desligamento de Maria. O argumento principal é o de que não queriam associar a imagem das marcas à participante em qualquer nova dinâmica que ocorresse no confinamento.

A possibilidade de ela ser agressiva novamente com um outro colega em uma prova patrocinada desagradou aos responsáveis das empresas que têm cotas do Big Brother Brasil.

Boninho não queria expulsar Maria, integrante do grupo Camarote. Nos bastidores, o entendimento era o de que o big boss se preocupa demais com a imagem dos famosos –principalmente depois da onda de cancelamentos que rolou na edição do ano passado. Entretanto, diante da pressão popular e, consequentemente, da pressão comercial, ele ficou sem alternativa.

No começo do dia, inclusive, Boninho havia afirmado à produção que Maria continuaria na casa. Ele não cedeu aos apelos do público. O diretor minimizou a agressão e disse que “não havia motivo” para expulsar a atriz. A história só começou a mudar com a interferência do departamento comercial.

0 %