Notícias

Eduardo Moscovis: “Petruchio é um dos meus personagens mais lembrados”

Eduardo Moscovis
Comente!

No ano em que celebramos os 70 anos na telenovela no Brasil, a TV Globo estreia em sua grade de programação um novo horário destinado ao gênero. A partir desta segunda, dia 6 de dezembro, uma obra de grande sucesso que divertiu milhões de espectadores volta a ser exibida nas tardes da emissora: O Cravo e a Rosa. A novela de Walcyr Carrasco, com direção-geral de Walter Avancini e Mário Márcio Bandarra, irá ao ar de segunda a sexta-feira, após o Jornal Hoje.

A relação tumultuada entre a geniosa Catarina (Adriana Esteves) e o rude caipira Julião Petruchio (Eduardo Moscovis) conduz a trama e diverte em inúmeros momentos. “A novela é muito bem escrita, baseada num grande clássico – A Megera Domada -, bem dirigida e com um elenco primoroso. Adorei saber que iria voltar”, diz Eduardo, que fala mais sobre a experiência na entrevista abaixo.

O que achou da escolha de O Cravo e a Rosa para inaugurar o novo horário de novelas?
Adorei! A novela é muito bem escrita, baseada num grande clássico (A Megera Domada), bem dirigida e com um elenco primoroso.

Qual a importância desse trabalho em sua carreira?

Petruchio é um dos personagens mais lembrados da minha carreira. Sem dúvida alguma foi ótimo fazer uma novela onde pude exercitar o humor e a caracterização do personagem.

Quais foram os principais desafios para viver o Petruchio? De onde buscou inspiração para compor o personagem?
Fizemos um trabalho muito específico de preparação. O meu núcleo, o da fazenda, fez um trabalho à parte do restante do elenco. Fomos para a fazenda vários dias seguidos. Aprendemos a fazer queijo, andar de charrete, cavalo, corríamos atrás das galinhas e porcos e outras coisas assim (risos).

E como foi viver um homem dos anos 20, que era um pouco machista?
Petruchio era mais bronco do que machista. Catarina, a ‘megera’ a ser domada, era uma mulher à frente da sua época. E foi amor à primeira vista… Petruchio era doce e apaixonado.

Como analisa a trajetória do Petruchio na trama e a relação tumultuada com a Catarina?
Eram duas criaturas muito diferentes. Ele, um homem bronco, do campo, simples, mas com muita ética e valores. Ela rica, estudada, refinada, moradora da cidade e frequentadora da elite. Mas tinham uma atração absurda um pelo outro.

Como foi a parceria com a Adriana Esteves?
Adriana é uma parceirona. Uma baita atriz, com um senso de humor e ironia deliciosos.

Teve alguma cena que ficou mais marcada na memória?
Uma especificamente não. Lembro muito das nossas cenas de briga, quando jogávamos coisas um no outro . Nos divertíamos muito. Lembro com muito carinho e saudade das cenas na fazenda com Pedro Paulo Rangel, Ana Lúcia Torre, Taumaturgo Ferreira e Vanessa Gerbelli.

Qual a principal lembrança que você tem do período de gravação da trama e dos bastidores?
A parceria de todo o elenco e equipe. Após o término das gravações continuamos fazendo um encontro mensal durante um ano. Ou mais…

Até hoje o público fala do Petruchio e da novela com você? Como são essas abordagens?
Muita gente me chama de Petruchio até hoje. Ou pergunta pela Catarina (risos).

Você pretende assistir novamente à trama?
Sim! Quero assistir com o meu filho caçula.

Eduardo Moscovis ft1

Direitos autorais: Reprodução.

Eduardo Moscovis ft2

Direitos autorais: Reprodução.

Eduardo Moscovis ft3

Direitos autorais: Reprodução.

Comente!

Gretchen afirma ser “Deolane morena”: “Amo ser comparada com ela”

Artigo Anterior

Pai protegeu a filha com um abraço quando o avião caiu. Só ela sobreviveu. Ele a salvou!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.