Notícias

Elize Matsunaga deixa penitenciária para saída temporária segurando cartaz para a filha

A garota, atualmente com 10 anos, vive com os avós paternos desde o crime e não tem contato com a mãe.



Nesta terça-feira, 14, enquanto deixava a Penitenciária Santa Maria Eufrásia Pelletier, em Tremembé, para uma saída temporária, Elize Matsunaga exibiu um cartaz com uma mensagem para a filha que dizia: “Minha filha sempre te amarei além da vida.”

A menina é fruto do casamento com Marcos Matsunaga, que rendeu a condenação para Elize, após ela ser acusada de matar e esquartejar o marido.

Recentemente, o caso do assassinato e esquartejamento de Marcos Matsunaga virou série documental da Netflix “Elize Matsunaga: Era uma Vez um Crime”. No documentário, ele alega que o seu maior desejo é rever a filha e contar a ela a sua versão da história, um dos principais temas abordados no relato.


Também deixaram a prisão Suzane Von Richthofen, condenada por matar os pais em 2002, e Anna Carolina Jatobá, condenada no caso Isabela Nardoni. As demais detentas da unidade também saíram do local e devem retornar até a próxima segunda-feira, 20, quando acaba o período de liberdade temporária estipulado.

Direitos autorais: reprodução.

Após uma série de mudanças ocasionadas pela pandemia, essa é a terceira vez que acontecem as saídas temporárias concedida aos detentos de São Paulo. Têm direito ao benefício os presos que estão em regime semiaberto, já cumpriram parte da pena e apresentam bom comportamento. Entre o Natal e o Ano Novo desse ano as detentas ainda devem ter mais uma saída.


Avião cai em área de mata e sete pessoas morrem em Piracicaba

Artigo Anterior

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.