Notícias

Fotógrafo que registrou a bebê ‘bravinha’ da Baixada Fluminense reencontra a menina 2 anos depois

Fotografo que registrou a bebe bravinha da Baixada Fluminense reencontra a menina 2 anos depois

A pequena Isabela Pereira de Jesus, a “bebê brava” da Baixada Fluminense, e o autor do fotografia que viralizou nas redes sociais se reencontraram dois anos depois que a imagem ganhou a internet.

“Dois anos depois do sucesso que foi esse meme nas redes sociais, hoje tive a felicidade estar mais uma vez com essa família e não resisti em fazer uma foto ao lado da famosa Isa Bravinha”, publicou numa rede social Rodrigo Kunstmann, autor da famosa foto de Isabela.

Juntos, Rodrigo e Isabela posaram juntos para uma foto compartilhada por ele, na qual os dois franzem o cenho, lembrando a imagem de quando a pequena chegou ao mundo.

Nos comentários da publicação, os fãs de Isabela se derretem com a pequena – e confirmam que o olhar de “bravinha” continua o mesmo.

novo projeto 23

Direitos autorais: Reprodução.

‘Meme pronto’

Um “meme” pronto. Foi assim que a mãe da pequena Isabela descreveu a filha ao nascer. A foto viralizou em fevereiro de 2020. A bebê nasceu de cesariana numa quinta-feira em Nilópolis, na Baixada Fluminense.

bb brava

Direitos autorais: Reprodução/Facebook

A mãe Daiane de Jesus Barbosa contou que não foi a única vez que a filha fez a expressão de brava. Para ela, a filha já mostra que tem personalidade desde recém-nascida.

“Minha filha nasceu bravinha. É o meme pronto. Ela sempre dá uma enrugada na testinha na hora de trocar a fralda e de mamar. Era para a Isabela nascer no dia 20, mas ela escolheu o seu dia já mostrando sua personalidade”, contou Daiane.

47aeac0e 4195 4b97 a0ce 0427a1e60506

Direitos autorais: Reprodução/Arquivo pessoal

O fotógrafo contou que só depois de sair do centro cirúrgico que percebeu a expressão da bebê.

“Quando eu vi essa foto eu mostrei para os familiares e eles começaram a rir. Alguns já comentaram que seria um meme”, lembrou o fotógrafo.

dsc2822

Direitos autorais: Divulgação/Rodrigo Kunstmann

0 %