publicidade

Homem, que não aceita fim há 3 anos, atropela ex, mata atual dela e deixa bebê em estado grave, diz polícia

Ex-mulher dele está em estado de choque e também teve que receber atendimento médico, mesmo não sendo atingida por carro. Bebê teve suspeita de traumatismo craniano e foi transferido para capital de MS.



Um homem de 51 anos que, segundo a polícia, não aceita o fim do relacionamento, atropelou a ex no momento em que ela estava acompanhada do atual companheiro, além de um bebê de 2 meses, em uma rua de Rio Verde, na região norte do estado, há 2 dias. A mulher não teve ferimentos graves, mas, o atual namorado dela, de 30 anos, morreu, e a criança está em estado grave, segundo a polícia.

No depoimento, a vítima de 36 anos disse que estava separado do companheiro há 3 anos. Ela inclusive teria se mudado da fazenda para a cidade. No entanto, o ex continuou trabalhando na área rural, porém, ia na cidade com frequência e dizia que não iria aceitar “nenhum outro homem entrar na casa”.

Direitos autorais: Polícia Civil/Divulgação

Mesmo assim, a vítima continuou a manter o atual namoro e ficou grávida. O casal teve uma filha, que está com 2 meses de idade. Na tarde da última terça-feira (13) ele presenciou a ex andando na rua e levando um carrinho de bebê, na companhia do atual. Em seguida, ainda conforme a polícia, ele acelerou o carro e atingiu as vítimas.

Com o impacto, o atual companheiro da mulher foi arremessado ao solo, da mesma forma que a criança, sendo esta ejetada do carrinho, sofrendo múltiplas escoriações ao rolar pelo asfalto. O homem não resistiu e faleceu horas depois. Já a criança foi transferida, com suspeita de traumatismo craniano, para Campo Grande.

Já a mulher não foi atingida, pois, estava na parte de cima da calçada, de acordo com a investigação. Os policiais ressaltaram que a mulher ainda está em estado de choque e recebeu atendimento médico, sendo que permanece em observação. No entanto, ela conseguiu repassar algumas informações e os policiais fazem buscas ininterruptas pelo caso.


Direitos autorais: Polícia Civil/Divulgação

A investigação disse que já esteve no local onde o suspeito trabalha, bem como parentes dele. Até o momento, a polícia conseguiu imagens de câmeras no veículo usado no crime. Pela análise, é possível ver que o suspeito muda a direção intencionalmente, com a intenção de atingir as vítimas.

Na casa dele, localizada na zona rural da cidade, os policiais apreenderam uma arma de pressão adaptada para calibre .22. Em seguida, o veículo usado no delito foi encontrado em outra propriedade rural, situada na estrada do Pindaivão, a aproximadamente 3km da BR-163.

Lá, parentes dele disseram que não viram o momento em que ele deixou o carro, mesmo, estando bem próximo da sede. Caso alguma ajuda for comprovada, eles podem responder pelo crime de favorecimento pessoal. A ação conjunta, entre a Polícia Militar do município, bem como a Força Tática da PM de Coxim, também fizeram buscas na área rural.


Direitos autorais: Polícia Civil/Divulgação

Angelo Maria Felix, conhecido como “lamparina”, já teve a prisão preventiva decretada pela Justiça e deve responder pelos crimes de tentativa de feminicídio, homicídio doloso qualificado por motivo torpe, tentativa de homicídio com aumento de pena, em razão da idade da vítima, e posse irregular de arma de fogo.

 

Baixe o aplicativo do site O Amor e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.