Notícias

Morre idoso de 80 anos que foi ao banco em maca para fazer prova de vida no Piauí

Direitos autorais: Reprodução
1231

Familiares do idoso informaram que ele já estava há um ano acamado, por complicações de um AVC.

Há alguns dias, uma notícia surpreendente viralizou nas redes sociais e despertou a indignação de muitas pessoas. Conforme contado pelo G1, um idoso aposentado de 80 anos, residente em Piripiri, cidade a 163 km da capital Teresina teve que ir de maca até uma agência do Banco do Brasil fazer a prova de vida, para que continuasse a receber o benefício do INSS.

A família do idoso contou que ele ficou debilitado por conta de alguns problemas de saúde, e que essa situação se agravou ainda mais depois que ele sofreu um AVC, a pouco mais de um ano. Depois do AVC, ele não conseguia mais se locomover sozinho, e nem mesmo em uma cadeira de rodas.

Antes de isso acontecer, um dos familiares tentou realizar o procedimento sem mover o idoso, mas segundo ele, o banco informou que o idoso acamado teria que ir pessoalmente provar que estava vivo.

A família também esclareceu que o banco disponibilizou uma ambulância para o trajeto, que o idoso teve que ir de maca até a porta da agência. O caso aconteceu no último dia 4 de junho.

O idoso precisava da aposentadoria para pagar os seus remédios, uma cuidadora e um fisioterapeuta para cuidar dele em casa.

A situação revoltou bastante a família, por toda a indisposição e humilhação que o beneficiário teve que enfrentar, especialmente considerando a situação atual do país. “Fazer prova de vida de um idoso acamado durante uma pandemia? Não teria um funcionário capacitado para ir na casa do idoso neste caso específico?” questionaram os familiares.

O idoso acabou falecendo em 14 de junho, devido a uma piora nos últimos meses, relacionada a sua condição de saúde.

O Banco do Brasil enviou uma nota para o G1 sobre o caso. Confira abaixo, na íntegra:

O Banco do Brasil informa que não prestou qualquer tipo de orientação para que a prova de vida, no caso do senhor de 80 anos de Piripiri, fosse realizada em alguma de suas agências. O beneficiário foi levado à agência do BB sem contato prévio e orientação sobre como realizar a prova de vida para pessoas acamadas/hospitalizadas. O Banco ressalta que a prova de vida foi realizada logo após o atendimento em Piripiri – ressalte-se sem conhecimento prévio – ser avisado da presença do beneficiário em frente à agência.

O INSS oferece a opção da prova de vida domiciliar, com agendamento por meio do site meu.inss.gov.br.

Os beneficiários com impossibilidade de locomoção, acamados/hospitalizados devem ser orientados a constituir procurador junto ao INSS.

A procuração pode ser cadastrada à distância pelo portal MEU INSS > Agendamentos/Requerimentos > Novo Requerimento > no campo pesquisa digitar: Cadastrar ou Renovar Procuração.

Orientações e procedimentos necessários para o cadastramento da procuração estão disponíveis no site do INSS: https://www.inss.gov.br/orientacoes/procuracao/.

O Banco do Brasil oferece ainda aos beneficiários do INSS e correntistas do Banco do Brasil podem fazer a prova de vida por meio do app BB, sem a necessidade de comparecimento à rede de agências.

Basta que o cliente tenha o app instalado em seu smartphone. Ao acessar sua conta entre no menu > serviços > prova de vida INSS, tire foto de seu documento de identificação, frente e verso, e uma selfie. Pronto!

Além do AppBB, os beneficiários do INSS podem fazer prova de vida pelo TAA com biometria e na rede de agências.